Jundiaqui
Jundiaqui

Dia das Crianças

Jundiaqui
12 de outubro de 2017
Por Kelly Galbieri

12 de outubro, além de ser o Dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, nossa Mãe, nossa protetora para todas as horas, que este ano completa 300 anos de sua aparição, também é o Dia das Crianças.
E desta vez quero me ater a esta data comemorativa porque tive duas filhas, crianças linda, carinhosas, amáveis e preocupadas comigo. Não há nada nesta vida que pague a dedicação que ambas têm demonstrado à minha saúde, minha vida.

Quando eu tinha 34 anos de idade fiquei viúva, com a minha filha mais nova com 9 anos e a mais velha prestes a completar 13 anos. Me deu um medo... uma incerteza... Será que eu daria conta de criar, de sustentar, de educar, de ensinar princípios e valores sozinha???

Claro que sempre contei com família, amigos, religião, “anjos” na verdade, que me deram suporte em tantas ocasiões que pareciam impossíveis. E deu tudo certo sim.

Hoje, aos 47 anos, treze anos após a morte do meu marido, a filha mais nova tem 22 anos, a mais velha quase 26 (já casada há três anos). As crianças cresceram.

A mais nova me trouxe ontem a alegria de saber que, embora iniciando o quinto ano do curso de Direito, foi aprovada com nota 9,4 no exame da OAB. Portanto já é uma nova advogada. Um exemplo de menina, um orgulho para todos nós. Sempre demonstrou seu esforço para tudo o que quis na vida e a prova está nesta conquista. Foi muito bem treinada pela sua mestra, juíza, Dra. Érica Midori, que tanto ensino e incentivou sua carreira. Estou explodindo de tanto orgulho. Além de um professor que enxergou nela o talento e dedicação necessários a alguém que irá longeeeeeeeee. Se Deus quiser!

A mais velha se mudou para os EUA com quase vinte anos para tentar a vida em outro país e seu sucesso é absoluto. Em apenas seis anos tem seu green card, é casada há três anos com uma oficial da marinha americana e vivem hoje no Canadá. Terminará a universidade canadense em maio do ano que vem e trabalha em uma agência fazendo tradução, além de dar aulas de português e INGLÊS. Orgulho desta menina, de seu caráter, de sua coragem. É aquela que me ensina todo dia como viver, como enxergar a vida, como respeitar a nova geração. Desde que foi, nunca mais dependeu de mim. Se virou, trabalhou, fez seu casamento, me visita todos os anos com todo amor do mundo.

Ambas vivem suas vidas, mas acompanham de pertinho cada passo da mamãe coruja; e não há um dia que seja que minhas CRIANÇAS não deixem de me dar orgulho!!!!

AMO VOCÊS GIOVANNA E ISABELLA!!!

Kelly Galbieri é advogada e assessora de Políticas para a Diversidade Sexual de Jundiaí
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Conheço esse semblante

Por José Renato Nalini

Dos 50 anos do “Jornal Nacional”, seis foram com jundiaiense à frente

Fabbio Perez foi editor-chefe do telejornal mais importante do país entre os anos de 1984 e 1990

A crise tricolor não é simples

Por Marcel Capretz

Orquestra ganha reforço do Mawaca para atrair criançada

Sábado tem um espetáculo diferente e que fará um passeio musical por diversos países
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.