Jundiaqui
Jundiaqui

Fé cega, faca amolada

Jundiaqui
10 de setembro de 2018
Pelo Dr. Didi

"Agora não pergunto mais pra onde vai a estrada/
Agora não espero mais aquela madrugada/
Vai ser , vai ser, vai ter que ser faca amolada/
O brilho cego da paixão, faca amolada" (Beto Guedes e Milton Nascimento)

Ainda sob o estupor do atentado ao "Messias", vemos o país mais dividido do que nunca.

A fé cega não perdoará a faca amolada.

A fé cega queria uma faca mais amolada. Mais penetrante.

O brasileiro "bonzinho" acabou faz tempo.  Se engajou...

A intolerância é hoje uma regra mundial.

Candidatos fizeram  voto de "respeito" ao adversário de fato.

"Fato" é sinônimo de intestinos no Nordeste.

Agora todos sabem da mesentérica. Não ficou claro se foi a veia ou a artéria.

Se fosse a segunda, talvez não desse tempo de chamar o Dr. Vascular para o trabalho conjunto da "heroica" equipe do SUS de Juiz de Fora.

Salvaram a vida do presidenciável.

E tem de tudo. O "facínora" é um "lobo solitário".

Então tem dedo do Estado Islâmico?

Deve ser porque estão a comparar o Jair ao Trump?

Atentados a personalidades sempre são possíveis, mesmo quando normas rígidas de segurança são impostas.

Os Estados Unidos são pródigos nisso: Lincoln, os irmãos John e Robert Kennedy, Luther King e Reagan.

O papa João Paulo ll quase morreu na faca amolada de Ali Agca.

Personalidades não podem voar nos braços do povo.

Agora as eleições de 2018 tomam um rumo mais incerto ainda.

A "martirização" de Bolsonaro diminui seu patamar de rejeição? As primeiras pesquisas dizem que não, mas vai saber...

Fica claro que as estratégias de campanha dos outros candidatos foram por água abaixo.

Ser vice-campeão no Brasil não vale nada.

Ser vice-presidente nunca foi tão preponderante já há algum tempo. Vide os casos recentes.

O General Mourão vai ser um mero vice ou vai comandar o Capitão?

Os quarteis estão em ebulição com depoimentos e entrevistas do General Heleno e Villas Boas com avisos que parecem ordens do dia.

Só Alckmin que não se toca e até troca o nome de sua vice.

Enquanto isso o "Andrade" ainda é vice.

Só os cegos não querem ver a faca amolada.

Até!

Diógenes Augusto Archanjo da Silva, o Dr. Didi, é médico ortopedista

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Bruschettas brie e parma

Por Paulo de Luna

Conheço esse semblante

Por José Renato Nalini

Palmeiras: vai ou não vai? O que precisa mudar?

Por Luis Cláudio Tarallo

14min53s de escuridão e loucuras do Toninho do Diabo

Curta do jundiaiense pode ser visto no Youtube, com o nome em inglês e tudo
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.