Jundiaqui
Jundiaqui

O bom uso das redes sociais

Jundiaqui
4 de agosto de 2017
Por Dom Vicente Costa

“Não tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43,5).

Prezados irmãos da Igreja de Deus que se faz presente na Diocese de Jundiaí:

Na celebração da Solenidade da Ascensão do Senhor, neste ano celebrada no dia 28 de maio, o Santo Padre, o Papa Francisco, enviou a toda Igreja, por ocasião do 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais, uma mensagem que teve por tema: “‘Não tenhas medo, que eu estou contigo’ (Is 43,5). Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo”.

Eis aí um dos maiores desafios que encontramos: se vivemos num processo de mudança de época, como anunciar a Boa Notícia através dos Meios de Comunicações Sociais e sem perder de vista a vivência autêntica da vida cristã? Como lidar com estes meios tão poderosos de comunicação?

Bem sabemos que as Redes Sociais (por exemplo: Facebook, YouTube, Twitter, Linkedin, Google+, Snapchat, Instagram, Pinterest e tantas outras) são uma das ferramentas importantes que compõem os meios de comunicação. Quando bem utilizados, podem promover e edificar a dignidade da pessoa humana. Caso contrário, temos nas mãos uma arma poderosa e perigosa, capaz de destruir a nossa vida e a dos outros.

Diante desta questão problemática, quero indicar a vocês, caros diocesanos, a partir do encontro realizado com os nossos padres, no dia 25 de abril deste ano, e assessorado pelo professor Fábio Castro, da Agência de Marketing Integrado e Comunicação Católica, algumas pistas para a reflexão e o bom uso das Redes Sociais:

O que é a internet para você?

O que é Rede Social para você?

A Igreja Católica faz bom uso das Redes Sociais?

A Igreja Católica no Brasil sabe se comunicar?

Seus meios de comunicação são eficazes?

Evangeliza-se bem pelos meios de comunicação?

Para a vivência de uma resposta imediata a estes questionamentos, podemos recordar as palavras do Papa Francisco, na referida mensagem, que afirma: “Creio que há necessidade de romper o círculo vicioso da angústia e deter a espiral do medo, resultante do hábito de se fixar a atenção nas ‘notícias más’ (guerras, terrorismo, escândalos e todo o tipo de falimento nas vicissitudes humanas). Não se trata, naturalmente, de promover desinformação onde seja ignorado o drama do sofrimento, nem de cair num otimismo ingênuo que não se deixe tocar pelo escândalo do mal. (…) Aliás, num sistema comunicador onde vigora a lógica de que uma notícia boa não desperta a atenção, e por conseguinte não é uma notícia, e onde o drama do sofrimento e o mistério do mal facilmente são elevados a espetáculo, podemos ser tentados a anestesiar a consciência ou cair no desespero”.

Portanto, a comunicação da Boa Notícia deve ser pautada pelo bom uso das Redes Sociais, de maneira que o fundamental da comunicação seja o anúncio de uma Pessoa, ou seja, de Jesus Cristo e de seu Projeto: o Reino de Deus que é vida, paz e justiça para todos.

Queridos irmãos diocesanos: o Papa, em sua mensagem, propõe três caminhos a serem seguidos para o bom uso das Redes Sociais, a saber: a Boa Notícia, a confiança na semente do Reino, e, por fim, os horizontes do Espírito.

Para nós, cristãos, a Boa Notícia é Jesus. No seguimento a Jesus Cristo, os que foram iniciados à vida cristã não podem viver fechados no seu egoísmo, indiferentes aos outros. É preciso “sempre encontrar o caminho da proximidade e suscitar corações capazes de se comover, rostos capazes de não se abater, mãos prontas a construir”.

O Santo Padre nos lembra também que “a confiança na semente do Reino” se dá na certeza de que “o Reino de Deus já está no meio de nós, como uma semente escondida a um olhar superficial e cujo crescimento acontece no silêncio. Mas quem tem olhos, tornados limpos pelo Espírito Santo, consegue vê-lo germinar e não se deixa roubar a alegria do Reino por causa do joio sempre presente”.

Já com “os horizontes do Espírito”, podemos erguer nosso olhar para o alto na certeza de que o Senhor “está conosco todos os dias” da nossa vida (cf. Mt 28,20b), pois, ao voltar ao Pai, Jesus não se afastou de nós. Ao contrário, Ele permanece sempre conosco, confiando-nos a grande missão de nos aproximar dos outros, para comunicar-lhes vida e amor, contando com a presença do Espírito Consolador, nossa força e esperança.

Saber aproximar-se dos outros: eis o segredo da comunicação! Na vida de Jesus, não foi diferente. No famoso episódio da parábola do Bom Samaritano (cf. Lc 10,30-37), encontramos a preocupação de um Deus que se aproxima de nós. Jesus não se importou de onde era aquele homem caído, desprovido de sua dignidade. Jesus somente se preocupou, antes de tudo, em anunciar um Deus que se faz próximo, comunicando este Deus Amor de maneira concreta: não só por palavras, mas com o seu gesto concreto. “Aproximou-se dele e tratou-lhe as feridas, derramando nelas óleo e vinho. Depois colocou-o em seu próprio animal e o levou a uma pensão, onde cuidou dele” (Lc 10,34).

Por isso, o uso consciente das Redes Sociais nos dá como indicativo ter o mesmo gesto de Jesus, o Bom Samaritano. Ao mesmo tempo nos mostra uma das finalidades mais importantes da comunicação dentro de uma visão cristã: fazer chegar ao outro o anúncio de Jesus Cristo e do seu Evangelho. Neste sentido, a compreensão verdadeira da comunicação social se faz descoberta e construção de proximidade. Quem é o nosso próximo? São todos aqueles que necessitam de nossa proximidade. E é pelas Redes Sociais que a Igreja poderá sempre estar mais próxima daqueles que têm sede de Deus e do seu Reino.

Queridos irmãos diocesanos: estejamos prontos para saber lidar com as Redes Sociais, tendo-as como uma ferramenta importante para a evangelização. Ao dispor destes Meios de Comunicação Social, poderemos sempre mais estar perto dos que de fato necessitam conhecer a Jesus Cristo e encontrar n’Ele o verdadeiro sentido em suas vidas.

E a todos abençoo, e de um modo particular, os comunicadores que se fazem presentes em nossa Diocese.

Dom Vicente Costa é bispo Diocesano de Jundiaí
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Foto de adega vale até R$ 2 mil em concurso da Festa da Uva

Não vale fotógrafo profissional nesta aposta para valorizar quem produz nosso vinho

DIA DA MULHER \ Sebastiana segurou as pontas em meio à tragédia

Gebram passa dos 80 anos de história e muito dessa liderança regional em seguros se deve a ela

Ponte Torta espalha seu Carnaval pelo Centro

Bloco reuniu uma multidão na tarde e noite do sábado pelas ruas Barão e Rosário

Novo pároco fala em vivermos tempos de esperança

Padre José Carlos nasceu em Guaporé (RS), mas está em Sao Paulo há quatro décadas
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.