Jundiaqui
Jundiaqui

Perdi o emprego: e agora?

Jundiaqui
13 de agosto de 2019
Por Pedro Braggio 

Quem nunca foi pego de surpresa com os revezes da vida por não ter uma reserva financeira, que atire a primeira pedra. O desemprego é o principal medo do trabalhador. Ele assusta e qualquer um pode estar sujeito. Mas como ficam as suas finanças e o padrão de vida da família quando isso acontece?

Se você tem uma reserva financeira, com certeza, será afetado menos com o inesperado. Mas até quem tem uma reserva financeira precisa se blindar. As contas vão chegar, aluguel vai vencer, despesas de luz e água, supermercado e uma série de outros gastos vão bater na sua porta, independente da sua situação, então, o momento é de calma. O desespero só vai piorar as coisas, além de te impedir de avaliar com clareza as possibilidades: talvez você encontre uma oportunidade como freelancer. Não se esqueça do seguro-desemprego. Ele pode segurar as pontas por alguns meses.

Rever o padrão de vida é fundamental para encarar esta nova situação financeira: aproveite esta oportunidade para envolver a família toda. Explique a nova situação e definam, juntos, qual será o papel de cada um nesta fase de transição até a recolocação.

Aproveite este momento também para estabelecer novos hábitos de consumo na família. E não somente para esta fase, mas para a vida. Quebre paradigmas, transforme perspectivas, avalie os gastos e monte um planejamento financeiro de verdade. A Braggio Planejamento Financeiro desenvolveu um sistema de reeducação financeira que permite o monitoramento das suas finanças. Com ele, você consegue visualizar suas receitas, despesas e dívidas e, a partir daí, estabelecer um novo padrão de vida para você e toda a sua família. O que é ideal para aqueles que buscam equilíbrio financeiro.

Você também pode procurar um educador financeiro. Este profissional poderá te ajudar a administrar seus recursos, direcionar o uso da melhor forma, resolver suas dívidas, planejar seus gastos; ou seja, ele te dará o melhor caminho para organizar as finanças.

Pedro Braggio é autor do livro “Dinheiro é bom e eu gosto” e coautor do livro “Empreendedor Total”
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Tempo da maturidade

O sentido de finitude pode ser extremamente benéfico porque impulsiona atitudes positivas e novas, argumenta Cláudia Bergamasco

Copa Paulista fica sem o Galo, seu maior campeão

Time de Jundiaí venceu a competição três vezes e foi vetado por conta do rebaixamento

Clube da Lady festeja as mulheres no Casa Cica

Vai ser na noite de 13 de março, com três homenageadas, entre elas Carla Basson

JundiAqui fecha mês de aniversário com Halloween no Koh Samui

É na terça-feira, noite do dia 31, com gostosuras no cardápio, DJ, muita fantasia e travessuras
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.