Jundiaqui
Jundiaqui

Bitcoin: vantagens e desvantagens

Jundiaqui
21 de fevereiro de 2018
Por Nélio Fernando dos Reis

Bitcoin também conhecido pela sigla BTC é uma moeda virtual. A grande vantagem é ser um novo modelo econômico sem governos ou instituições financeiras. Carro, viagens, apps: são milhares de estabelecimentos que incluem a criptomoeda como forma de pagamento. Contudo, a instabilidade da moeda pode ser um risco fatal.

Bit corresponde ao digito binário, termo que expressa a menor unidade de informação no contexto informático. Coin significa moeda em inglês.

Moeda digital é conhecida como criptomoeda ou criptodinheiro. Este valor monetário, ao contrário da moeda tradicional, apenas existe no universo virtual. A criptografia dessas moedas é feita através de uma série de códigos-fonte que são muito difíceis de serem decifrados, principalmente por hackers e outros criminosos online.

Diferente da moeda convencional que exige instituição financeira para gerenciar as transações, os bitcoins são transacionados de pessoa para pessoa, sem intermediários. A proteção dessas transações é feita por criptografia. O usuário precisa se cadastrar no site oficial da blockchain (cadeia de blocos) para adquirir dinheiro em forma de bitcoins, seja para investir ou para diversão. É uma espécie de agência bancaria sem taxa ou imposto. Cujos trabalhadores são mineradores que recebem bitcoins pelo serviço de validação das transações.

Estas transações podem ser comerciais, onde o usuário recebe moeda virtual em troca de produtos ou serviços, como uma negociação normal e vice-versa. Podem trocar moedas oficiais (real, euro ou dólar) por bitcoins, de acordo com a cotação do mercado. Segue a lógica do mercado cambial.

Esses procedimentos são feitos on-line somente no site da blockchain ou em caixas eletrônicos que ainda não existem no Brasil, por enquanto.

Existem milhares de estabelecimentos pelo mundo que comercializam produtos e serviços em troca de bitcoins. Lanches Subway e carro Tesla, por exemplo. A OnG Save The Children aceita doações de bitcoin. As universidades de Lucerne, na Suíça, e Draper, na Califórnia, aceitam bitcoins no pagamento de suas mensalidades. Sites de viagem aceitam bitcoins para pagamento de reservas e pacotes. A BTC Trip e a Expedia são exemplos.

No Brasil já existem iniciativas interessantes. Em Recife, o shopping Paço Alfândega é o primeiro a aceitar bitcoins como pagamento em todas as suas lojas. Em São Paulo, a doceria The Brownie Shop e a Tartuferia São Paolo. No Rio de Janeiro, o Bar do Beto. Em Curitiba, a Trapista Hamburgueria e Cervejaria. São vários os exemplos de que o bitcoin está sendo uma forma de pagamento que interessa aos empresários e consumidores.

Entretanto, o bitcoin voltou a cair de preço de forma significativa e chegou a ser comercializado a US$ 5,9 mil na primeira semana de fevereiro de 2018. Este é o valor mais baixo do bitcoin em quase três meses, desde o dia 13 de novembro e 2017, quando ele começou a sua “ascensão meteórica” e ultrapassou a casa dos US$ 18 mil em 11 de dezembro. Em um dia houve variação de -11,24%. O que denota a sua volatilidade e risco cambial.

Enfim, a vantagem de ser uma moeda virtual que não exige tarifa bancária e pagamento de impostos sobre elas pode ser uma grande oportunidade no curto prazo. Mas, é possível observar que os investidores estão eufóricos com o ganho exponencial. Este comportamento pode gerar uma bolha devido ao fato que vários governos não reconhecem o seu uso. Caso de China, Rússia e Coreia do Sul. Além de alguns bancos americanos que já proibiram o uso de bitcoin em seus cartões, tais como JP Morgan e Bank of América. Contudo, no Brasil está havendo um crescimento dessa moeda alternativa (que pode ser considerada um tipo de ação) e alguns políticos estão exigindo estudos para garantir que elas sejam incluídas no sistema de controle da receita federal.

Nélio Fernando dos Reis tem MBA em finanças e certificação em investimentos pela ANBIMA
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Cadê nossa identidade?!

Por Marcel Capretz

Sem Paixão e sem Politicagem

Por Douglas Mondo

Renata e Fernando Fazzio brindam a nova Renafer e suas escadas de sótão

Noite foi de encontros e reencontros na inauguração da nova loja Escad-up do Jardim São Bento

O Muro

Dr. Didi fala dos diferentes muros que a política ergue e no qual alguns lamentam, outros ficam em cima…
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.