Jundiaqui
Jundiaqui

Lula: perseguição inequívoca

Jundiaqui
15 de abril de 2018
Por Nélio Fernando Reis

A condenação de Lula não é peremptória. Vários políticos com comprovação muito maior de cometimento de mal-feitos não foram punidos com a mesma convicção e garra. Isto mancha a imagem democrática do país e atiça a desordem.

A condenação de Lula não tem um suporte probatório suficiente para gerar convencimento a respeito da responsabilidade da prática de uma conduta indevida. A percepção que se dá é que a condenação de primeiro e segundo grau se baseia em seletividade de provas, ou seja, seletividade política.

O réu é candidato à presidência do país. Decisão tomada muito em função do processo político de impeachment, que ocorreu de forma altamente questionável, contestado e que hoje se observa os resultados, haja vista as revelações de compras de votos no Legislativo que derrubaram um governo eleito. Demonstração clara de fragilidade no combate a corrupção.

Esta perseguição inequívoca a um político popular mancha a democracia brasileira. Causa uma desestabilização institucional dos três poderes, sobretudo do Poder Judiciário. Não houve prova cabal na condenação de Lula. Tanto que ele lidera as pesquisas de intenção de voto, sendo favorito a ser novamente presidente do Brasil.

Enfim, para evitar que haja perseguição inequívoca a qualquer brasileiro, nossa Constituição prevê que ninguém será culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória. Lula tem direito a ficar livre até o julgamento da última instância, para o bem do Brasil.

Nelio Fernando Reis é doutor em engenharia de produção e líder de grupo de pesquisa no CNPq sobre sistema de apoio a decisão
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Espaço Brunholi leva glamour aos casamentos e festas no Caxambu

Marcos Brunholi inaugura casa para eventos, em noite badalada com mais de 400 convidados

Once upon a time

Por Valquíria Malagoli

Jundiaí Feito à Mão quer agarrar os namorados

Feira especial do Dia dos Namorados começa nesta segunda no Paço Municipal

Noite do Flash Back é pura nostalgia no Grêmio

Quem faz essa viagem no túnel do tempo é a banda Reprise Inédita neste sábado
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.