Jundiaqui
Jundiaqui

“Muito Barulho por Nada”

Jundiaqui
8 de julho de 2018
Pelo Dr. Didi

Filme de 1993 com elenco de primeira linha dirigido e interpretado por Kenneth Branagh com Emma Thompson, Denzel Washington e Keanu Reeves.

Baseado numa  peça de Shakespeare, o filme é igual ao título.

Na falta do futebol nosso do domingo, pós copa "chinfrin", onde Cristiano começou Ronaldo e terminou Cristiano, Lionel nunca foi Messi e Neymar saiu mais Junior ainda, veio a "bomba" (ou seria "buemba", "buemba" como diz o Zé Simão): "Lula solto por um habeas corpus dado por um desembargador inexpressivo do TRF 4".

Aí  não larguei mais o noticiário rádio-televisivo. O WhatsApp a toda com os memes de sempre e a galera ligada. Melhor assim! A sociedade vigilante ainda é um bom antídoto...

Lula é inelegível e ponto.

Não há como reverter isso, pois, como diz o Arnaldo, "a lei é clara", apesar de sabermos que em Terra Brasilis se rasga a Constituição e leis não pegam ao bel prazer de quem julga. Videm o impedimento da Sra. Rousseff.

Pode ser sadismo da minha parte, mas gostaria de ver Lula x Bolsonaro x Ciro x Marina e (ops) x Alckmin.

A insegurança jurídica nos cerca, gerenciada por um Judiciário incauto, para falar o mínimo das pessoas que hoje o constituem.

Na situação de Lula, apenado em segunda instancia, existem 22 mil pessoas.

Tem que definir-se essa situação, pelo bem ou mal dos "pacientes" - achava que assim só eram denominados os doentes -, para que o país siga seu caminho.

Ao final do dia a ordem restabeleceu-se com o fica tudo como está típico do Brasil.

"Muito barulho por nada." Viva Shakespeare!

Até!



Diógenes Augusto Archanjo da Silva, o Dr. Didi, é médico ortopedista

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Jundiaí precisa de política de biodiversidade (exemplos não faltam)

Por José Arnaldo de Oliveira

Via-Sacra no Centro leva Jesus a pontos de comércio do sexo

Pelo oitavo, Pastoral da Mulher reza em um simbólico caminho de Cristo à Cruz Redentora

Um ano após censura, peça de Jesus trans luta contra preconceito

Jundiaí ainda não abriu seus palcos para Renata Carvalho, que segue se apresentando onde consegue driblar a intransigência

Licença tem correção até de 300% e comerciantes protestam

CDL, Sincomércio e ACE questionam Prefeitura de Jundiaí por conta do valor do alvará
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.