Jundiaqui
Jundiaqui

Partidão

Jundiaqui
9 de março de 2018
Por Vera Vaia

Luis Inácio Lula da Silva, viúvo há mais de um ano de Marisa Letícia, tem recebido, em média, cinco cartas de amor por semana, segundo vários sites de notícia.

E para falar publicamente sobre o assunto, usou seu perfil do Twitter, Lula pelo Brasil, há uns dias, e fez a seguinte declaração: “O meu relacionamento é só político. Eu tenho 72 anos, a minha prioridade é cuidar da minha saúde. Tenho recebido cartas de companheiras que querem cuidar de mim. Respondo educadamente”.

Queria ser uma mosquinha para ler o conteúdo de uma dessas cartas, mas como não sou, vou usar o imaginário para tentar adivinhar como seria.

Vamos lá!

Lula, seu lindo,

Toda vez que te vejo num palanque, com teu porte másculo, mas de contornos suaves, proferindo com polidez, palavras tão doces, meu coração se enche de amor e de ternura.

Sei que tua vida não tem sido fácil depois das “viuvezes”. Primeiro da pobre Rose que sumiu na poeira nas nuvens e nunca mais se teve notícia, depois da adorável Marisa, que enchia tua vida de alegria. Assim sendo, eu como uma reles apaixonada, gostaria muito de ter a chance de viver ao teu lado, para tentar amenizar essa dor afetiva. Além do amor que posso te dar, faria com enorme satisfação tarefas como a de engomar teus colarinhos brancos, lavar tuas cuequinhas e esfregar as manchas de molho de macarrão das tuas regatas.

Sei também do tamanho do teu sofrimento pelas injúrias que tem recebido por parte dos opositores, que parece, estão em todos os lugares: em São Paulo, na Polícia Federal. Em Curitiba através de Sérgio Moro que não acreditou em nenhuma palavra tua, apesar de corroboradas pelo seu desinteressado advogado. No Rio Grande do Sul onde a oitava turma, não só não te absolveu, como o condenou a mais três anos de prisão. Na quinta turma do STF que não quis te dar habeas corpus... enfim, um complô inexplicável. É muito ódio!

Tudo isso dói em mim, como dói em você, por isso eu imploro que não ignore essas mal traçadas linhas.

Não me importo se a gente não vai poder andar de mãos dadas pelas praias do Guarujá. Acredito quando diz que aquele triplex não te pertence e que você só foi acompanhar o Léo Pinheiro numa visita ao imóvel em obras, porque gosta de reformas (menos a da Previdência. Rsrs), e que costuma acompanhar teus amigos nessas ocasiões, como também aconteceu naquele sítio de Atibaia. Lembra? Vi aquelas fotos tiradas lá, onde você estava com os amigos das empreiteiras batendo um papo descontraído a beira da piscina, e aquela outra no bar da sala tomando uma branquinha com eles. Afinal, amigo é amigo, até debaixo d’água! E às vezes, até em cima d’água. Me lembro que para selar essa amizade, eles te contemplaram com pedalinhos personalizados com os nomes dos teus netos! Ou não foram eles? Bom, tanto faz! Você merece todo esse carinho!

Meu querido Lula, devo dizer também que não me importo se teus bens estão bloqueados. Tenho certeza de que nossos companheiros não hesitariam em fazer uma vaquinha como fizeram para aquele outro injustiçado, o José Dirceu. Tenho certeza de que eles conseguiriam juntar o bastante para nos proporcionar uma vida modesta numa casinha no bairro do Morumbi em São Paulo. E, se sobrar um troco, quem sabe a gente até consiga comprar um imovelzinho de veraneio, em Mangaratiba, no Rio, de preferência vizinho ao Neymar para que vocês possam bater uma bolinha quando ele estiver por aqui!

Peço, meu amor, que pense com carinho na minha proposta e não espere muito pra responder. Estou ansiosa para juntar nossa escovas de dentes.

Da eternamente tua, Marirose.

PT, saudações!

Vera Vaia é jornalista
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Maxi Shopping te espera florido

Exposição até o domingo conta com cerca de 30 espécies de orquídeas, todas à venda

Refogado une nossas maiores paixões dia 17: futebol e samba

Domingo que marca estreia do Brasil na Copa do Mundo tem feijoada do bloco carnavalesco

Carnaval de preços baixos na Di Fiori atrai rei e rainha

Ótica está com 25% de descontos nas armações este mês de fevereiro

Tática Política

Por Douglas Mondo
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.