Jundiaqui
Jundiaqui

Se a vida te der ovos, faça um omelete!

Jundiaqui
11 de agosto de 2017
Por Vera Vaia

E foi isso o que fez João Dória, atual prefeito de São Paulo, quando foi recebido com uma chuva de ovos em Salvador. Levantou, sacudiu a "capoeira" e deu a volta por cima. Limpou a meleca com um lenço e foi lá na Câmara Municipal receber o título de cidadão soteropolitano, acompanhado por Aceemezinho, prefeito da cidade.

A homenagem foi uma proposta aprovada, do vereador Felipe Lucas (PMDB), em agradecimento a atenção do Dória, que também tem um pé no Afoxé (ele é filho do ex-deputado federal baiano João Agripino da Costa Dória Neto) dada ao carnaval baiano, quando foi presidente da Embratur em 1987 (demorou pra cair a ficha, hein?).

Mas teve gente que não gostou! Aquele turma que baba ovo no Lula e no ex-governador e eterno corrupto, Jacques Wagner (segundo delação premiada de executivos da empresa, a Odebrechet dava a ele relógios de luxo e dindim, muito dindim aliás, algo em torno de 12 milhões, em troca de alguns favorezinhos, do tipo redução da alíquota do ICMS que a empreiteira devia ao Estado), resolveu agora jogar seus ovos no prefeito de São Paulo.

Um dos identificados, o produtor cultural (achei que era produtor de ovos. Com o preço que está saindo a dúzia, só mesmo direto do produtor) Eucimar Freitas admitiu que jogou os ovos porque o Dória "maltrata moradores de rua, apoiou o "golpe" (esses insistem nisso) e defende Temer. Ninguém aceita isso".

Em entrevistas e através das redes sociais, Dória diz que a vereadora baiana do PCdoB Aladilce Souza, foi quem organizou a ovada em conjunto com vereadores e membros do PT, PSOL e da REDE, os "que querem pregar a intolerância no Brasil".

Ela se defende e diz que só compartilhou mensagem que informava o dia e o horário em que o prefeito paulistano estaria na cidade "para que ninguém jogue ovos podres no Dória". Deu certo! Os ovos eram fresquinhos!

Nada disso impediu que João Dória recebesse sua homenagem na Câmara Municipal de Salvador. Agradeceu à Casa pela acolhida e, em discurso disse que não vai se deixar intimidar por baderneiros: "esse é o caminho do Lula, o caminho do PT". "Vão lá defender o Maduro e jogar ovo lá na Venezuela"!

Aí não vai dar, né seu Dória? Pra eles jogarem ovos lá, teriam de levar daqui do Brasil, porque na Venezuela não tem ovo nem para comer. Até las gallinas de lá estão dizendo não a este gobierno de mierda!

Vera Vaia é jornalista
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Mandaram-se “às favas os escrúpulos de consciência”

Por Cláudio Levada

Racismo em questão na telona e nos debates

“Eu Não Sou Seu Negro” tem exibição neste sábado no Sindicato dos Metalúrgicos

Atriz do primeiro beijo na TV deixou livro em Jundiaí

Vida Alves esteve na cidade em 2014 para lançamento de biografia publicada pela Editora In House. Morreu 88 anos

800 cavalinhos sob a estrela

É o que vai render o motor do Mercedes-AMG GT híbrido de quatro portas
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.