Jundiaqui
Jundiaqui

Valdomiro Manzini é pioneiro na revenda de carros

Jundiaqui
5 de setembro de 2017
Desde os anos 70 esse ex-torneiro mecânico mantém loja rua Pirapora

Edu Cerioni

Principal corredor de compra e venda de carros usados de Jundiaí, a rua Bom Jesus de Pirapora tem entre seus pioneiros Valdomiro Manzini, de 74 anos e que nas últimas quatro décadas trocou a profissão de torneiro mecânico pela de comerciante. E bem sucedido.

A Manzini Veículos é uma das maiores revendas de usados da cidade e tem até alguns modelos zero-quilômetro à venda, como um BMW 430 2017 que tem preço de R$ 255 mil.

No estoque, que chega a 170 carros, se vê essa semana um Chevrolet Camaro, modelos Mercedes-Benz e Audi, além de todas as marcas nacionais.

"Vim de Novo Horizonte e me formei torneiro mecânico no Industrial (depois rebatizada de Escola Estadual Antenor Soares Gandra). Trabalhei 16 anos em firma e com a indenização de uma demissão resolvi investir na compra de carrinhos para vender. É mais de meia vida dedicada a essa paixão", conta ele. E acrescenta ao mostrar sua loja: "Vim em cima de caminhão, em 1959. Nada caiu do céu, é tudo fruto de trabalho".

Crimauto foi o começo

Valdomiro lembra que abriu na rua Pirapora, em 1973, a primeira loja de carros junto com os Crivelaro, o pai Antonio, hoje com 82 anos, e o filho Carlinhos, que também seguem no ramo - e tema de uma próxima reportagem.

Era a Crimauto, da união dos sobrenomes Crivelaro e Manzini e mais automóveis. Mal sabiam que iriam atrair para a vizinhança dezenas de outras lojas de carros, de peças e de serviços ligados ao setor automotivo.

A sociedade da Crimauto acabou dividida. A loja ficava no número 2.200 e foi aberta quando a Pirapora ainda era de terra batida. Hoje é uma via asfaltada e de passagem de ônibus e com um grande movimento durante todo o dia por conta de agências bancárias, postos de combustível, supermercado, lotérica e outros comércios.

Gigante familiar

O show room da Manzini fica no número 2.331, com os escritórios em um mesanino envidraçado e de onde seu Valdomiro vê toda a movimentação das dezenas de funcionários. Conta ainda na Vila Rami com dois galpões para estoque de carros e uma oficina.

Valdomiro conta que os três filhos estão juntos nos negócios, cuidando do financeiro, da compra e do marketing da empresa. Um genro toca a oficina.Brasil todo

O cantor Péricles já comprou carro da Manzini, que tem clientes até do Piauí por conta da internet. E o momento do carro usado é bom, segundo Valdomiro, tanto que há dificuldade para repor os estoques. "Completo seriam 170 carros, mas estamos com menos... O mercado mudou por conta da maior dificuldade de financiar o zero-quilômetro e isso reanimou as revendas".



Fotos: Edu Cerioni

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Pichadores continuam a desafiar a lei. Agora foi no monumento de Inos

Uma da bolas coloridas que formam a obra do mestre ítalo-jundiaiense em frente ao Parque da Uva foi pichada

“Amor Geral” traz Fernanda Abreu sexta a Jundiaí

Ingressos estão à venda no Sesc. Show é celebração da liberdade de expressão

Heróis da guitarra na terra de Tupã e do pandeiro – Parte I

Por Beto Brim

Música no caminho das bikes em outubro

Foxconn cria programa para ciclistas curtirem um domingo diferente
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.