Jundiaqui
Jundiaqui

Carnaval e futebol, arte e esporte

Jundiaqui
19 de fevereiro de 2020
Por Luis Cláudio Tarallo

Vale a pena parar e refletir qual a importância da arte e do esporte na vida de um povo culturalmente fanático e também que vivencia muitas dificuldades no seu dia a dia.

Um povo assolado pela falta de perspectiva, desemprego, corrupções, crimes organizados, falta de estrutura pública, enfim com tantas dificuldades procura esvaziar seu estresse com algo que lhe traga alegria, paixão e um pouco de descontração.

Carnaval, marca brasileira mundialmente contextualizada, e a continuidade do esporte, principalmente o que mais torcedores atrai, o futebol, distraem por alguns momentos o nosso maravilhoso povo que necessita tanto de estímulos e atenção.

O que se pergunta é se a semelhança destas especificas modalidades artística e esportiva alcançam o mesmo objetivo com milhões de cidadãos.

Muitos se referem a beleza e a alegria do Carnaval em relação ao convívio, a confraternização e a vivência de momentos sem cobranças e sem tantas desigualdades. No futebol rolam as brincadeiras com amigos e familiares, todavia competitividade e paixão sempre falam mais alto.

São muitas as semelhanças do jogo de futebol e o desfile das escolas de samba: ambos possuem dirigentes, treinadores, jogadores/passistas e torcedores. E mais: usam de estratégias táticas, enredo, treinamento, enfim, muitas jogadas com o mesmo objetivo, que é VENCER. Alem disso se assemelham pelo fato que ambos precisam a cada ano evoluir e melhorar resultados para atrair mais torcedores, mídia e patrocinadores.

Ganhar sim, mas com ética. A busca pela vitoria a qualquer preço, transcende o real objetivo esportivo e artístico. Já a paixão cega acaba prejudicando a todos e afasta muitos pelo temor à violência.

Viva a valorosa paixão real pelo seu time e sua escola de samba, duas alegrias para muitos brasileiros.

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Tardes de domingos agora são de festas na 9 de Julho

Koh Samui comemora 8 anos e se transforma neste dia em espaço cultural dos mais animados de Jundiaí

Clube Jundiaiense festeja Dia da Mulher com Maria Paula e o novo feminismo

Atriz e psicóloga mistura humor e ativismo em palestra neste domingo

Elvis Não Morreu! Nem o Picôco Barbaro, nem o Sandro Vaia!

Por Vera Vaia

JundiAqui fecha mês de aniversário com Halloween no Koh Samui

É na terça-feira, noite do dia 31, com gostosuras no cardápio, DJ, muita fantasia e travessuras
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.