Jundiaqui
Jundiaqui

Valeu só pela garra

Jundiaqui
11 de fevereiro de 2018
Escolas do acesso saem juntas e espera pelas grandes levou horas no desfile

Edu Cerioni

O desfile das escolas de samba de Jundiaí valeu pelo esforço de diretorias e a garra dos passistas, mas foi só. Sem arquibancada e com iluminação precária em um pedaço de difícil acesso da avenida União dos Ferroviários, se arrastou - já começou atrasado (era para ser 20 horas do sábado, 10) e a última a desfilar passou quando já eram mais de duas da madrugada do domingo, 11.

As quatro escolas do Grupo de Acesso, Marujos da Zona Sul, União do Povo, Caprichosos de Jundiaí e Mocidade Alegre, entraram juntas em homenagem ao carnavalesco Souza. Não houve competição entre as agremiações.

Depois, com buracos de mais de hora entre uma e outra, vieram Arco-Íris, maior vencedora do carnaval jundiaiense, Leões da Hortolândia, União da Vila e Unidos da Zona Leste. A Prefeitura de Jundiaí divulgou público de 20 mil pessoas.

A apuração das notas das escolas do Grupo Especial será nesta segunda-feira (12), às 9h, no Complexo Argos. Mais do que quem ganhou ou perdeu, o debate deve ser sobre como melhorar o desfile para 2019. E isso tem que começar desde já.



Fotos: Vera Gonçalves-PMJ
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Na terra da coxinha de queijo, Ciro Gomes pede fim de rixa

Primeiro candidato a presidente da vir fazer campanha em Jundiaí, ele atacou Bolsonaro

Com R$ 12,00 dá para ir de Jundiaí ao Aeroporto de Cumbica de trem

Trecho final com Airport Express é rápido e confortável, mas trajeto daqui até a Luz é cheio de paradas

Rita Cerioni inova e faz sucesso com diálogo entre psicologia e música

“Psiquê em Música” ajuda a traduzir as dores da alma; procura abre nova apresentação em setembro

O versátil feijão

Pelo chef Manuel Alves Filho
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.