Jundiaqui
Jundiaqui

Cine Ipiranga funcionou de 1952 a 1996 na rua Barão

Jundiaqui
26 de março de 2021
Celso de Paula traz um pouco da história desse cinema que ficava no Centro de Jundiaí

Cinema inaugurado em Jundiaí em 14 de novembro de 1952, por iniciativa de Arcângelo Rappa e Ernesto Rappa.

O imóvel ocupado por este cinema, na rua Barão de Jundiaí, fora, antes, residência de Maria Januária de Moraes Jordão, a Baronesa do Japi - ficava ao lado do Solar do Barão, Museu Cultural que teve o prédio preservado.

Trinta anos depois de inaugurado, ele passou por uma reforma, sendo-lhe, então, acrescida a segunda sala de projeções.

Em 1º de janeiro de 1983, quando foi reaberto, exibiu na Sala 1 o infantil "As Aventuras da Turma da Mônica" e na Sala 2, o musical "Annie".

O Ipiranga desempenhou papel relevante na vida social dos jundiaienses, oferecendo diversão às famílias e principalmente aos jovens ao longo de mais de 40 anos.

O centro da cidade viu-se privado desse seu último cinema em 1996.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Agricultores são garantia da qualidade de vida na cidade, diz Renê Tomasetto

O presidente da Associação Agrícola de Jundiaí discursou na abertura da 35ª edição da Festa da Uva Com emoção na voz de sotaque italianado o [ ... ]

Joyce Oliveira confirmada para Tóquio em 2021

Jundiaiense disputará os Jogos Paralímpicos; já estão assegurados 10 mesatenistas brasileiros

A chegada dos Redentoristas a Pirapora do Bom Jesus

Pelo bispo Dom Vicente Costa

Há dez anos jundiaiense foi vítima do maior acidente aéreo do Brasil

Em 17 de julho de 2007, o país chorou pela morte de 199 pessoas, entre elas a de Rodrigo Benachio
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.