Jundiaqui
Jundiaqui

Brasil no prato

Jundiaqui
29 de julho de 2020
Pelo chef Manuel Alves Filho

Por favor, observem atentamente este prato. Foi cometido por este jornalista-cozinheiro. De saída, e já pedindo desculpas pela imodéstia ao caro amigo, vou logo dizendo que ficou delicioso.

Comida potente e substanciosa, fundada no mais legítimo modo brasileiro de se alimentar.

Para além de uma refeição alentadora, há na composição entre costela bovina com mandioca, farofa de ovo e jiló assado um atributo nem sempre presente em outras preparações, que é a originalidade.

Simbolicamente, estão aqui representados, na forma de sabores, aromas e texturas, fragmentos da trajetória de um povo, marcada por dores, superações e afetividades.

A cozinha brasileira, uma das mais ricas do mundo, é pródiga na oferta de produtos que, amalgamados com técnica e compromisso, descortinam toda a riqueza contida na singeleza.

A culinária desta terra é, pois, um mundo todo em si mesma. Um mundo ilimitado para quem sabe interpretá-lo como tal.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Ana Maria Loureiro amplia espaços na dança e no circo

  Conheça um pouco da história dessa jundiaiense

Quinta tem Parada de Natal, para agitar o Centro

É a partir das 20h30 e sai da rua Barão de Jundiaí, passa pela Siqueira de Moraes e segue na Rosário

Revista “Cláudia” apresenta jundiaiense como super-heroína da natureza

Leandra Gonçalves, pesquisadora do Instituto Oceanográfico da USP, alerta sobre vulnerabilidade da costa brasileira

Sábado de Halloween com Lua cheia, a segunda do mês

Fenômeno da natureza chamado de “Lua Azul” chega em um ano marcante
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.