Jundiaqui
Jundiaqui

Dica solidária para a quarentena

Jundiaqui
29 de março de 2020
Pelo chef Manuel Alves Filho



Há quem diga que sopa não é comida. Discordo. Uma sopa bem feita, que tenha substância e que eventualmente seja acompanhada de uma boa fatia de pão constitui belíssima refeição, que é muito bem-vinda em noites frias como as que se aproximam.

Apresentado o argumento, segue uma sugestão muito saborosa, que tem ainda uma segunda virtude: é feita com ingredientes brasileiríssimos.

Estou falando da sopa de abóbora (também chamada de jerimum), que na minha versão é acompanhada por carne seca desfiada e refogada na manteiga de garrafa.

Prato para ser degustado balançando as pernocas de tanta alegria!

Para prepará-la, você vai precisar destes ingredientes: um quilo de abóbora descascada e cortada em cubos, 300 gramas de carne seca, uma cebola picada, dois dentes de alho picados, duas colheres (sopa) de óleo, duas colheres (sopa) de manteiga de garrafa (pode ser manteiga comum ou até azeite), 2 colheres (sopa) de salsinha picada, sal a gosto e pimenta-do-reino a gosto.

Primeiro, coloque a carne seca de molho na noite anterior, para dessalgá-la. Depois, coloque a carne na panela de pressão e cozinhe por 40 minutos. Retire, desfie e reserve.

Refogue metade da cebola e os dois dentes de alho com o óleo. Junte a abóbora, aproveitando a água do cozimento da carne para amaciá-la. Quando a abóbora estiver no ponto, bata com um mixer até obter um caldo espesso.

Corrija o sal se necessário, tempere com a pimenta-do-reino e acrescente a salsinha. Desligue o fogo.

Por último, refogue a carne seca e o restante da cebola na manteiga de garrafa. Sirva a sopa em um prato fundo e acrescente a carne seca.

Se você gostar de pimenta como eu, coloque uma rodelinha de dedo-de-moça para levantar ainda mais o sabor.

Uma torradinha é um complemento perfeito para esta refeição que, admitamos, traz alento até mesmo em momentos de quarentena.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Quem não muda, dança!

Por José Renato Nalini

Oswaldo Montenegro vem fazer “Serenata” aqui

Veja a programação completa para agosto do Teatro Polytheama

Primeira diretora da Poli-USP em 124 anos é de Jarinu

Liedi Bernucci tem 59 anos e comanda uma escola com 8 mil alunos e 450 professores

Carnaval do Chupa chega na fazenda domingão

Turma do bloco começa a se preparar para a folia de 2020 com uma caminhada seguida de feijoada
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.