Jundiaqui
Jundiaqui

Divino deixa o basquetebol feminino de Jundiaí, uma pena!

Jundiaqui
19 de junho de 2017
Luis Cláudio Tarallo conta que foram vinte tentativas frustradas de manter a equipe e se preocupa com as atletas

Uma notícia bombástica para os amantes do basquetebol feminino de Jundiaí foi o anúncio do diretor do Colégio Divino Salvador, padre Samuel, do término do projeto.

Um projeto de grande sucesso dentro da história de Jundiaí, pois conquistou inúmero títulos de Jogos Regionais, Abertos, Paulista, Brasileiro e Sul-Americano, além é claro de revelar inúmeras atletas para as seleções brasileiras de base e adulto e de técnicos que se destacaram dentro da modalidade.

Há exatamente um ano a comissão técnica foi procurada para ser informada que no final de 2016 iria ser encerrada a parceria do Divino com a Prefeitura de Jundiaí, por intermédio da Secretaria de Esportes. Com o esforço da comissão técnica, a busca atrás de novos parceiros foi intensa, pois além de procurar uma nova casa a busca era também por novos investidores.

Muita procura na tentativa de um “casamento esportivo”, com clubes com característica esportiva que vinha talvez ao encontro da ansiedade do basquete. Fomos muito bem acolhidos pela presidência e direção, mas infelizmente, devido alguns itens de regimento interno, não foi possível em nenhum deles. Uma pena!

Vinte ações foram realizadas neste período para salvarmos um projeto de 49 anos de vida, sendo 13 deles no Clube São João, talvez o mais antigo ou um dos mais antigos projetos esportivos do país, no qual neste ano a equipe está disputando o campeonato da Federação Paulista sub-19, no qual Jundiaí é o atual TRICAMPEÃO e o campeonato Adulto, no qual o Divino se classificou em primeiro lugar e tem o direito de sediar o quadrangular final que será realizado nesta quarta (21/06) e quinta-feira (22/06) no ginásio do Bolão.

Enfim, neste momento a ação será o contato com as autoridades municipais na tentativa de salvar o basquete e além disso a parte social das atletas, já que não foi pensado na situação de muitas que estão impedidas de atuarem por outra equipe nesta temporada, devido o regulamento da federação e pelo fato de perderem a faculdade, já que voltarão para a casa e perderão as bolsas de estudos.

Cabe um apelo a todos que puderem ajudar: Não deixem o BASQUETE DIVINO morrer!!!

Leia mais

Luis Cláudio Tarallo é técnico de basquete do Divino

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Uma jornada dedicada ao bem-estar no Koh Samui neste sábado

HarmonizaMente tem yoga, quick massage e até aula de culinária tailandesa com Tom Nando

“Exposição de Presépios” leva arte, vida e emoção para dentro do Solar

JundiAqui te convida para um passeio pelas dependências do museu do Centro

JundiaíShopping faz a alegria da criançada nestas férias

JundiAqui vem com mais de cem fotos da oficina Profissões Kids e do Planeta Bolinhas

Duratex de Jundiaí foi inaugurada em março de 1956

Por Vivaldo José Breternitz
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.