Jundiaqui
Jundiaqui

O futebol arte e o resultado no futebol

Jundiaqui
3 de fevereiro de 2019
Por Luis Cláudio Tarallo

Iniciados os campeonatos estaduais de futebol de 2019, que para muitos especialistas e torcedores são apenas jogos preparatórios para as grandes competições, contrapondo muitos que pensam totalmente ao contrário, surgem dúvidas e discussões da importância desses torneios no atual calendário nacional.

Polêmicas são do jogo e o que realmente desperta curiosidade entre todos os torcedores no início de temporada são as trocas de jogadores e as mudanças de técnicos. E claro que existe o grupo talvez mais apaixonado ao jogo propriamente dito, independente de torcida, que foca se o futebol está bonito e evoluído em relação às grandes e potentes equipes mundiais, apesar da diferença gritante de calendário aqui e na Europa, por exemplo.

Muito se fala do futebol forte e plástico que o técnico Renato Gaúcho implantou neste período em que comanda o Grêmio. Ele, ao lado de Mano Menezes do Cruzeiro, compõem os treinadores que mais tempo estão atuando no mesmo clube. Todavia, surge uma surpresa que até então gerava muitas dúvidas, que é o técnico argentino Sampaoli no comando do Santos.

A equipe santista, sem grandes reforços e sem muito glamour em comparação com as principais potencias futebolísticas, vem agradando e muito com seu futebol intenso, vertical e agressivo em busca do gol. Até a goleada sofrida neste domingo (3) para o Ituano, eram quatro jogos e quatro vitórias. Agora virá a dúvida se esse Santos conseguirá manter arte com resultado, mas uma coisa é certa: dá gosto de ver até aqui essa novidade que é o Sampaoli.

A implantação do futebol arte é um grande desafio aos treinadores, que por conta de toda cobrança e responsabilidade, optam pelo modo tradicional de se fechar na defesa e esperar o contra golpe, principalmente quando atuam fora dos seus domínios.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Tempo de trabalho e organização ofensiva

Por Marcel Capretz

“Vício e Belleza” só para eles ou só para elas

Vivaldo José Breternitz resgata uma história que se passou em Jundiahy há 90 anos

Museu da Anatomia Humana de Jundiaí terá obras de Sérgio Prata

Artista foi contratado pela Faculdade de Medicina

Almoço Casa Cica é delicioso e tem preço convidativo: R$ 55,00 o quilo

De terça a sexta-feira o jundiaiense ganha uma nova opção de self service com grande variedade e sabor divino
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.