Jundiaqui
Jundiaqui

Exclusivo: Festa da Uva 2021 será entre final de maio e meados de junho

Jundiaqui
17 de novembro de 2020
Nova data foi discutida em reunião do Conselho de Turismo e só precisa que pandemia siga controlada para ser anunciada

Edu Cerioni

Por conta do novo coronavírus, Jundiaí não terá sua Festa da Uva entre janeiro e fevereiro, como acontece desde 1934. Isso já está definido, embora sem confirmação oficial ainda. Mas é grande a expectativa para que a tradição seja mantida em 2021 e a celebração da fruta que é símbolo da cidade ocorra entre maio e junho.

A discussão que vem ganhando força entre os conselheiros de Turismo é adiar a festa em cerca de cem dias e aproveitar a safra de inverno. A produção é menor em termos de volume no frio em relação ao verão, mas ainda assim Jundiaí terá sua uva para oferecer aos visitantes.

Embora sem confirmação da Prefeitura Municipal, agricultor ouvido pelo JundiAqui diz que está tudo certo para fins de maio, "desde que se mantenha o controle atual sobre o vírus". Ele garante: "O importante é não deixarmos de fazer a nossa festa".

Os produtores estão se preparando para uma colheita mais cercada de cuidados este ano, com uso de máscara e até limpeza da tesoura de corte com álcool em gel.

A safra de meio de ano, vale lembrar, se dá por conta de uma poda diferenciada.

UMA DAS 7 MARAVILHAS

A Uva e sua Festa, assim como Serra do Japi, Mata Ciliar, Teatro Polytheama, Catedral Nossa Senhora do Desterro, Parque da Cidade e Ponte Torta foram eleitas como "As 7 Maravilhas de Jundiaí", votação promovida pelo JundiAqui em outubro e com a participação de mais de três mil jundiaienses. Ela receberá como homenagem uma placa comemorativa pelo feito, que será entregue na próxima terça-feira (24).



NA HISTÓRIA

A primeira Festa da Uva de Jundiaí foi realizada em 1934 no Centro, utilizando-se das ruas no entorno do antigo Mercado Municipal e do grupo escolar Conde do Parnaíba. Devido ao sucesso de público, que superou a casa dos 100 mil visitantes logo na primeira edição (que era vitivinícola e industrial), pensou-se em construir um espaço especial para recebê-la.

Um sonho esse que virou realidade em 1953, com a inauguração do Parque Municipal Comendador Antonio Carbonari (Parque da Uva), localizado no bairro do Anhangabaú, em uma das entradas principais do município. Foi ali que passaram em 2020 cerca de 200 mil pessoas durante a festa.

Jundiaí ficou apenas um período sem comemorar a Festa da Uva, entre os anos de 1938 e 1947, por conta da 2ª Guerra Mundial cujos frontes principais de batalha ficavam na Europa mas tinham reflexos negativos em todo o cenário geopolítico, econômico e cultural mundiais.

Desde 2013, além de Festa da Uva, O tradicional evento do calendário municipal passou a ser comemorado junto com a Expo Vinhos.

Veja fotos de 1934: Fotos: Arquivo Prefeitura de Jundiaí e Sebo Jundiaí
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Dois de cada dez mortos não tinham fatores de risco associados à Covid-19

São Paulo passa a casa de seis mil falecimentos durante a pandemia do novo coronavírus

CRS Brands banca reforma de quarto do São Vicente

Dona da marca Cereser é a mais nova parceira do projeto “Acolha um Quarto, Conforte Vidas”

Monteiro Lobato também era pintor

Luiz Haroldo Gomes de Soutello

“BBB1” é resgatado pelo Canal Viva e tem jundiaiense como 1º eliminado

Caetano Zonaro ficou só uma semana na hoje ‘casa mais vigiada do Brasil’
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.