Jundiaqui
Jundiaqui

Galeria de Arte do JundiAqui ganha colorido de Inos Corradin

Jundiaqui
6 de agosto de 2020
Mestre ítalo-jundiaiense de 90 anos é puro talento

Nosso italianíssimo pintor e escultor Inos Corradin tem tinta correndo nas veias. Nascido em Vogna, em 1929, ele veio para Salvador, na Bahia, e depois encontrou seu porto-seguro aqui Jundiaí, isso nos anos 50. Nunca mais a deixou. Sua obras sim, estão espalhadas por casas de colecionadores, galerias e museus de todo o mundo, especialmente na Itália.

Técnica, ele diz, se aprende, mas para ser artista de verdade é preciso mais, tem que ter paixão: "A arte não é matemática", resume. Portanto, não se prenda a detalhes de quantos trabalhos fez ou tem planos para realizar, nem o número de exposições e prêmios que acumula, porque para Inos Coradin o que conta mesmo é o momento, a inspiração que lhe foi dada como um dom divino.

Em seu trabalho, o colorido salta aos olhos em diferentes explorações artísticas que aqui na sua Terra da Uva conta com exposições permanentes na Rodoviária de Jundiaí, na Pinacoteca Municipal e no Parque da Cidade. Sua arte é forma, é conteúdo que embeleza nossa vida.



 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

O valor de saber cozinhar

Pelo chef Manoel Alves Filho

As bruxas de Jundiaí e a absolvição por falta de provas

Duas mulheres daqui foram acusadas de feitiçaria no Século 18

Tapetes

Por André Kondo

Últimos dias para ver “Pretas reSignificações”

Mostra na Pinacoteca é gratuita e reúne trabalhos de 12 artistas mulheres
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.