Jundiaqui
Jundiaqui

2017, ano de conquistas

Jundiaqui
30 de dezembro de 2017

Elton Monteiro escreve sobre a experiência como presidente da ACE 


 Elton Monteiro


Quando assumi a presidência da Associação Comercial Empresarial de Jundiaí (ACEJ), em julho de 2017, encontrei uma entidade fragilizada, que havia passado por uma fase complicada que culminou em intervenção judicial.


Não foi fácil colocar em prática as mudanças desejadas, mas já demos os primeiros passos. Encerro 2017 comemorando conquistas e com boas perspectivas para o próximo ano.


Desde o início trabalhamos com base em três pilares: gestão, representatividade e associado. Queremos uma gestão transparente, adequada à realidade mais competitiva do mercado, sem perder a essência do associativismo que rege a entidade desde sua fundação, em 1923.


Neste início trabalhamos para “arrumar a casa” e reorganizar as finanças. Estabelecemos critérios nos gastos e reduzimos despesas desnecessárias. Também alteramos processos de contratação de fornecedores e de pessoal: agora são abertos, sem indicações, e feitos através de empresa especializada. Em breve todo o nosso trabalho será validado por auditoria e os associados poderão acompanhar gastos através de publicações de balanços.


Fomos em busca de exemplos de iniciativas positivas para serem implantadas em Jundiaí e visitamos entidades como a Associação Comercial e Industrial de Americana (ACIA). Contratamos profissionais com experiência para implantar os processos de gestão e desenvolver as estratégias que a entidade precisa.


Não podemos esquecer o compromisso permanente da ACE de trabalhar em prol dos interesses dos associados. Sua missão é desenvolver ações e oferecer produtos e serviços que contribuam e facilitem o dia a dia dos empresários. É construir pontes de relacionamentos, monitorar o trabalho do poder público e cobrar ações quando necessário.


Nestes cinco meses de gestão reforçamos a representatividade da ACE no município. Conseguimos aproximação com a Prefeitura de Jundiaí e com outras entidades como Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) e Polícia Militar, Forcis (Forum Regional de Comércio, Indústria e Serviços). Reconstruímos relacionamento com a Facesp (Federação das Associações Comerciais Estado São Paulo) e com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com a qual fizemos uma parceria inédita na história do município. Junto à CDL realizamos as ações de Natal mesmo neste momento de dificuldade econômica do País.


Desde o início tenho apoio da diretoria, composta por empresários competentes e experientes. Nossos diretores são atuantes e o apoio de cada um foi fundamental para os resultados já alcançados. Temos uma gestão aberta ao diálogo e desde agosto a diretoria vem reunindo-se com comerciantes de diferentes bairros para ouvir opiniões e sugestões. Estamos trabalhando em cima das necessidades dos associados e vem muita coisa boa por aí.


Já iniciamos a reestruturação da área de cursos e estamos buscando convênios e parcerias relevantes para melhorar produtos e serviços. Para 2018, queremos uma ACE mais atuante, participativa e moderna.


É nossa responsabilidade atuar em prol dos interesses dos associados, mas nossa missão vai além. Queremos colocar a Associação na vanguarda dos novos tempos. Vamos em busca de inovação para que a entidade continue sendo relevante para associados e para a cidade como um todo, para que esteja à altura de sua grandeza e representatividade.


Elton Monteiro é diretor-presidente da ACE Jundiaí

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Antigo ou clássico?

Pelo chef Manuel Alves Filho

Maxi Shopping tem feira de livros espíritas

Vai até dia 18, também com palestras gratuitas todas as noites

Lojas do Maxi Shopping oferecem delivery de chocolates para a Páscoa

Centro comercial está fechado, mas lojistas buscam alternativas de vendas

Armas? Estou fora!

Por José Renato Nalini
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.