Jundiaqui
Jundiaqui

Adeus a Mirna, que ensinou cabeleireiros nos últimos mais de 50 anos

Jundiaqui
17 de outubro de 2020
Ela criou sua escola em 1966, revelando os segredos de um bom corte de cabelo a milhares de alunos

A Mirna Escola de Cabeleireiros perdeu sua fundadora, Gemima de Oliveira Rosa, aos 83 anos, neste sábado (17), que faleceu cercada do carinho do marido e dos filhos e outros familiares.

Ela estava afastada das tesouras nos últimos tempos, mas fez história ao ensinar milhares de cabeleireiros de dezenas de cidades e de criar em Jundiaí o corte acessível para todos - de um lado seus alunos podem praticar e de outro as pessoas dão um trato no visual pagando algo simbólico.

Essa ideia de dar aulas de corte e penteado surgiu nos anos 60 e ganhou força nos anos 80 e 90, quando Mirna era um dos nomes mais conhecidos da cidade - muito por conta das festas de formatura de sua escola que promovia com figurões da TV. A Escola trouxe para Jundiaí vários shows com artistas famosos da época,  como Jessé, Agnaldo Raiol, Roni Von e até o "Homem do Sapato Branco" Jacinto Figueira Júnior.

Ela também levava em caravana seus alunos para programas de televisão da Bandeirantes, SBT e Record, onde faziam uma festa e sempre eram saudados por Hebe Camargo, Raul Gil, Bolinha e outros.

Mirna foi responsável por anos em pentear e maquiar as vinhateiras da Festa da Uva. Também promoveu o Miss Jundiaí e idealizou o Miss Cabeleireiros. Assim, agitava clubes como Esportiva e Grêmio.

Os cursos foram se aperfeiçoando com o tempo e além de cabeleireiro completo, manicure e pedicure, também vieram pinturas de cabelo, unhas artísticas, domínio das químicas. E isso sempre atendendo clientes com uma grande variedade de serviços, como tinturas, permanentes, reflexos, luzes, hidratação, cauterização, relaxamento, banho de chocolate...

A escola ficou fechada entre março e 10 de agosto este ano e voltou com força total desde a flexibilização dentro da pandemia do novo coronavírus, com novidades para a formação dos que ficaram desempregados nos últimos meses. Quem comanda é o filho Nelson Rosa.

Paulo Freitas, grande nome da profissão na cidade, escreveu no Facebook: "Vá em paz minha querida! Que Deus console todos os familiares! Uma guerreira da maior importância na vida de todos nós cabeleireiros".

Fotos: reprodução Facebook
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Poetizar o mundo

Por André Kondo

Câmara vota aumento de 25% no IPTU; prefeito tem maioria

Sessão promete atrair muitos manifestantes na noite desta terça-feira

Jundiaí prepara visual do Beco da Fepa, com homenagem a Tomé

Muro de 140 metros de extensão na entrada do Jardim Fepasa vai ser grafitado dia 13 de outubro

Dois jundiaienses do exército inglês morreram na 1ª Guerra Mundial

São os irmãos Paul e Leonard Hammond, nascidos aqui e abatidos na França
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.