Jundiaqui
Jundiaqui

Antonia, Pedro e Armando: triângulo amoroso que virou escândalo

Jundiaqui
18 de janeiro de 2020
Por Vivaldo José Breternitz

Conforme relatava a "Folha de São Paulo" de 28 de julho de 1964, um tal de Pedro das Vacas casou-se apenas no religioso com uma certa Antonia. Pedro, que não era flor que se cheire, envolveu-se em furtos e acabou ficando preso durante longa temporada. Com Pedro no xilindró, Antonia casou-se com Armando, no civil.

Ao sair da cadeia, Pedro foi viver na Vila Hortolândia, vizinho a Antonia e Armando. Em um certo domingo, em um bar da região, Pedro acabou discutindo e sendo agredido por um grupo de desconhecidos, o que talvez tenha acontecido em função de sua condição de "marido traído".

Exasperado, armou-se de um porrete e resolveu matar Antonia; Armando, defendeu a mulher acertando dois tiros de garrucha na boca de Pedro, que ficou ferido.

No final de tudo, os dois maridos na cadeia e Antonia sozinha...

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Parada une Natal e Carnaval e encanta os jundiaienses

Ariel, Minie, homem da perna-de-pau, fanfarra, bateria Azul e Branco, escola de Samba se unem em festa pelo Centro

A terra de Angelina Zambelli

A ceramista e artista plástica se reinventa na exposição “Solos”, mostra Cláudia Bergamasco

Feirante é que decide se trabalha ou não em Jundiaí

Até domingo a decisão é de cada um, sem que haja falta e penalização por isso; segunda novas regras virão

Jundiaiense que disputa Governo do Rio se envolve em polêmicas

Vitorioso no primeiro turno, Witzel é criticado por promover “farra dos juízes”
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.