Jundiaqui
Jundiaqui

“A Volta do Marabá”: seis anos de um evento inesquecível

Jundiaqui
15 de agosto de 2019
Foi uma única sessão dentro do estacionamento que funciona onde um dia existiu o saudoso cinema 

José Arnaldo de Oliveira

Em um feriado de 15 de agosto, seis anos antes de 2019, um movimento chamado "A Volta do Cine Marabá" reuniu artistas e moradores para o que parecia impossível - uma sessão de cinema de rua em pleno centro de Jundiaí (ou Jundiahy). O local escolhido foi o próprio estacionamento onde funcionou o saudoso cine, na rua do Rosário, no Largo da Matriz.



Uniram-se um monte de voluntários entusiastas e em poucos dias o evento aconteceu. A pipoca da Bomboniére Marabá abriu à noite, foram carregadas cadeiras de diversos lugares, a pequena tela de última hora foi substituída por uma maior buscada às pressas. E todo mundo se emocionou com o documentário do Carlitos Jundiaiense.



Entre tantos colaboradores, os lanterninhas foram Maurício Ferreira, Henrique Parra Parra Filho e eu, José Arnaldo de Oliveira. Os artista de teatro, como Cláudio de Albuquerque, criaram uma entrada com um enorme pano vermelho. O músico João Carlos de Luca fez teclado ao vivo para a espera. A diretora Tainan Franco levou a película. O Solar deu apoio. O Sebo Jundiaí pesquisou foto de 1954 para inspirar o figurino.E assim por diante, muita gente.

A emoção no final, com aplausos, frio e chuva gelada, foi completa. O povo encarou tudo de maneira filme (digo, firme). Vivaaa noooissss.

P.S.: Gente que esteve por lá sempre apontou saudades, como também Marília Scarabello, Ede Galileu, Cleber Possani Júnior, Rosely Akstein, Luiz Alberto Carlos, Mariângela Sutti, Silmara Meireles, Celinha Fávero e tantos outros...

 

 



Só as fotos ficaram devendo, mas servem de registro de uma noite inesquecível na memória jundiaiense...
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Gatinho

Por André Kondo

Novela com jundiaiense é recordista no “Vale a Pena Ver de Novo”

Eloísa Mafalda, que morreu há um ano, está no folhetim global “Por Amor”

Encontro de Motos do Clube Jundiaiense é rock e amizade

Camisa de Vênus veio cheio de sucessos que todo mundo sabia cantar junto e ainda colocou muitos na dança

Gilberto de Carvalho é Jundiaí em “Democracia em Vertigem”

Petista morou aqui nos anos 90 e aparece no documentário indicado ao Oscar 2020
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.