Jundiaqui
Jundiaqui

Francisco viveu o sonho do Natal como Papai Noel por dez anos

Jundiaqui
2 de setembro de 2020
Ele encantou crianças e adultos na cidade que escolheu como sua e na qual era conselheiro de Saúde

Francisco Luiz de Menezes Silva - Papai Noel

*3 de junho de 1958 + 2 de setembro de 2020

Ele se apresentava como o Papai Noel Francisco Silva e contava ter vivido inúmeros momentos de emoção de 2010 para cá, quando passou a ser um alegre personagem do nosso Natal. Dono de uma linda barba branca e um grande sorriso, o aposentado Francisco Luiz de Menezes Silva, 62 anos, conselheiro de Saúde de Jundiaí - desde 2015 como representante dos usuários do sistema - disse adeus na madrugada desta quarta-feira (1º). Ele que viveu rodeado de crianças, morreu "em casa nos braços de quem ele mais amava e o amou", como escreveu no Facebook seu filho Leandro Preto.

Francisco tinha apenas cinquenta anos quando resolveu se transformar no Bom Velhinho. A estreia foi em 2010. Ele contou aos leitores do JundiAqui em dezembro de 2018 que o incentivo veio do padrinho de casamento e também Papai Noel Aristides Pretti. Foi uma forma que encontrou de unir a paixão pelo Natal e ganhar um dinheiro extra de fim de ano.

Deixou a barba crescer por meses seguidos e o primeiro trabalho logo apareceu em um shopping de Campinas. Ficou anos na cidade vizinha e em 2018 foi contratado pela ACE Jundiaí, circulando no caminhão da associação por bairros de toda a cidade.

À repórter Gláucia Mazzei, da ACE, ele deu um emocionante depoimento em 2018, lembrando de uma menina que a mãe tinha câncer e o pai abandonou a família. Francisco se uniu a outros no shopping campineiro e o grupo conseguiu realizar o sonho de presenteá-la com a boneca Barbie e ajudar com cesta básica e dinheiro para que contas atrasadas fossem pagas. “Quando cheguei na casa da garotinha, a mãe estava no portão, como se estivesse nos esperando. A menina estava lá dentro e tocava 'Ave Maria' no órgão.” Naquele dia o homem que tantos fez sorrir, contou que não conseguia parar de chorar...



 

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Mario Gragnani acelerou o ritmo festeiro da cidade

Às vésperas de seus 81 anos, ele deu adeus nesta terça, para tristeza de uma infinidade de amigos

E não é que até queijo a Serra do Japi dá?

Ele é produzido em uma fazenda de Cabreúva e combina técnicas suíças e alemãs às nacionais

Pizza Domino’s é assim, todo mundo quer experimentar

Muita gente vem saboreando a novidade que chegou ao Beco Fino 

Festival Jazz & Blues dita a trilha sonora a partir do dia 9

Sesc Jundiaí recebe grandes nomes até dia 12, entre eles Robertinho Silva 
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.