Jundiaqui
Jundiaqui

Pandemônio!

Jundiaqui
13 de março de 2020
Por Vera Vaia

Contrariando os experts do mundo todo que defendem que o tal Corona é só mais um virusinho sem importância, causador de uma gripezinha comum, ou de uma tossezinha à toa, os números atuais de doentes e de mortos acometidos pelo bichinho já estão apavorando.

Mas há ainda quem ache que a epidemia de Covid-19 é uma “pequena crise”, uma “fantasia”, né, seu Jair?

Na última terça-feira (10), Jair Bolsonaro disse na Conferência Internacional em Miami que a “questão do coronavírus não é tudo isso que a mídia propaga”.

E como não perde a chance de culpar a mídia e de puxar o saco do seu amigo Pato Donald Trump, que também pensa (ou pensava) assim, acrescentou que se trata mais de uma “fantasia” propagada por ela.

Já de volta ao Brasil, na quarta-feira (11) usou seu picadeiro em frente ao palácio para acrescentar que “outras gripes mataram mais do que essa”.

Nesse mesmo dia lá nos esteites, a água bateu na bunda de Trump e ele teve de tomar medidas mais drásticas em relação ao assunto. Mandou fechar escolas e cancelar vôos oriundos de toda a Europa.

Estava decretada a pandemia pela Organização Mundial da Saúde!

E agora, Brasil?

O ministro Henrique Mandetta está se cercando de cuidados e seguindo as normas mundiais de prevenção, mas vai chegar o momento, e até ele admite, em que vamos perder o controle da disseminação.

E aí? Vamos construir hospitais em 10 dias como fizeram os chineses?

Porque os que temos aqui não dão nem pro cheiro - o que tem de gente com outras doenças estendida no chão nos corredores dos nossos hospitais não anima muito os futuros pacientes de corona.

Ou vamos continuar fingindo que é tudo fofoca da mídia alarmista e continuar naquele oba oba da torcida organizada de querer ir paras ruas pedindo o fechamento do Congresso e do STF, achando que assim vai?

Felizmente, essa ideia, pelo menos por enquanto, foi apagada com o pronunciamento do ilustríssimo senhor presidente, que, naquele momento, já estava cocu pertado de medo da “fantasia” que fungou no seu cangote nestes últimos dias.

O secretário de Comunicação Fabio Wajngarten, que fez o papel de sua sombra na viagem aos Estados Unidos, ficou sabendo na mesma quarta que está infectado pelo corona. Um dia antes da confirmação, o secretário publicou um post no Twitter dizendo que estava muito bem de saúde, obrigado, e que não precisaria dos abraços do dr. Drauzio Varella.

Mas se ainda assim a turma do #DesculpeJairMasEuVou insistir na sandice, o Ministério da Saúde vai precisar lançar normas locais de prevenção.

Para que se cumpra a determinação mundial de manter uma distância de um metro entre as pessoas, seria aconselhável que elas participassem do movimento em gaiolas iguais àquelas que se colocam nas pernas dos acidentados.

Outra saída poderia ser o uso do escafandro dos mergulhadores, mas isso deve dificultar um pouco a locomoção.

Tem mais uma sugestão, mas essa é a mais improvável de acontecer: convencer os desavisados de que fechamento das instituições só acontece em DITADURAS, e isso, definitivamente, não traz benefícios a ninguém.

Mas talvez tenha um argumento que realmente convença: contar pro manifestante que se ele contrair o coronavírus vai ter de se tratar no SUS!

Fica a dica!

Vera Vaia é jornalista
Jundiaqui
Você vai
gostar de

“Flashback Night” coloca três bandas da pesada no palco do Uirapuru

Vão tocar no sábado Studio 54, Reprise Inédita e Soul Boogie Orchestra, a partir das 21 horas

Como sobreviver? É preciso ajuda da sociedade

Por Verci Bútalo, presidente do Grendacc

É violência sim, embora muitas vezes a mulher nem se dê conta disso

Por Kelly Galbieri

Gripe, tosse… acha que é sintoma da Covid-19? Liga no 156 e agende teste

Mas lembre-se que o atendimento é limitado entre segunda e sexta, de 7 às 19 horas
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.