Jundiaqui
Jundiaqui

Vingança

Jundiaqui
19 de agosto de 2018
Pelo chef Manuel Alves Filho

Combinamos de almoçar em casa, mas Maria Alice não quis sair para ir ao supermercado. "Ah, improvisa algo com o que tiver na geladeira e armário". Insisti, mas não obtive êxito. Manda quem pode e obedece quem tem juízo, não é?

Contrariado, fui à luta. Fiz uma blitz geral e fui identificando alguns itens interessantes. Um pacote de feijão branco, um naco de bacon artesanal, um gomo de paio e outro de calabresa, alho, cebola, tomate, cheiro verde e pimenta dedo de moça.

Pronto, dava para fazer um cassoluet à moda do dia. O resultado foi o prato fumegante e extremamente potente e saboroso da foto.

Como estamos no Brasil, ainda fiz uma farofa de cebola e um arroz branco bem soltinho como guarnições. Maria Alice comeu, gemeu e fez elogios. Como eu digo, a vingança é um prato que se come bem quente!

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

“Dégradé” reflete Isolamento imposto aos palestinos pelos árabes

E isso dentro de um salão de beleza, onde um grupo de mulheres acaba preso e diverge sobre o que vê do lado de fora

“Quiseram te enterrar, mas não sabiam que era semente”

PSOL Jundiaí promove manifestação pela morte de Marielle Franco na noite desta sexta

O Big Brother da política

Por José Renato Nalini

Apenas uma flor

O que parecia um assalto virou um ato de inusitado, diz Cláudia Bergamasco
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.