Jundiaqui
Jundiaqui

Pianista jundiaiense toca com o Rei no Show de Natal da Globo

Jundiaqui
23 de dezembro de 2017
Roberto Carlos e Djavan cantaram dois sucessos acompanhados de Paulo Calasans, que se diz emocionado

Edu Cerioni

Um jundiaiense brilhou no tradicional especial de fim de ano de Roberto Carlos na Rede Globo, na noite desta sexta-feira (22). Paulo Calasans acompanhou no teclado o dueto do Rei com Djavan em duas músicas, "Pétala" e "As Curvas da Estrada de Santos". Entre uma apresentação e outra, o mito da música brasileira agradeceu 'o pianista Calasans', que ganhou a tela da TV em vários momentos.

Ao JundiAqui, Calasans escreveu: "É sempre muito emocionante, o cara é o Rei há muitas décadas. Fez parte da minha infância sempre nessa condição de Rei. Essa não foi a primeira vez que toquei com ele. Gravei algumas músicas com ele para um projeto que me disse agora que acabou não lançando. Ele é extremamente gentil, como todo mundo sabe. Fez questão de me cumprimentar no ar, eu não esperava por isso! Claro, fico muito feliz".



Auto-didata no piano, Calasans vem de uma família de instrumentistas, e hoje é considerado um dos mais respeitados músicos e produtores do mercado brasileiro.

Paulo Sérgio Vergínio Calasans, nascido em 14 de janeiro de 1958, começou no violino por influência de seu pai - seu Geraldo tocou durante décadas no Pio X -, mas na adolescência conheceu o piano e nunca mais parou de dedilhá-lo. Em 1973 integrou A Kripta em sua primeira formação.



Nos anos 70 já tocava profissionalmente e nos anos 80 começava a ganhar fama com trabalhos juntos ao Grupo Luni, de Marisa Orth, e Os Mulheres Negras.

Foi ao lado de Nico Assumpção, Paulo Belinatti e Duda Neves que as portas do mundo se abriram ao talento do jundiaiense como destacado pianista, tecladista e arranjador. De 1981 a 85 acompanhou Sá e Guarabira.

Em 1988 entrou para a banda de Djavan, uma parceria que segue até hoje - se apresentou na cidade, na Esportiva, em 2000 -, embora não exclusiva. Já trabalhou com o próprio Roberto Carlos e também com Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Rita Lee, Zélia Duncan, Ana Carolina, Beto Guedes, Alexandre Pires, Ivete Sangalo, Jorge Benjor e João Bosco, entre outros. Destaque ainda para a parceria com o também jundiaiense Cláudio Nucci.

Calasans já atuou como maestro também e tem participações em álbuns ganhadores de Grammy Americano e Latino e discos de ouro no Brasil. Já excursionou para dezenas de países. Ele mora no Rio de Janeiro.



Uma curiosidade: ele já foi sócio de bares na cidade, o Box 39 e o Zé do Papaguaio.

ETERNO REI

O especial de Roberto Carlos teve vários momentos emocionantes nesta sexta. Em especial quando cantou com Isis Valverde um trecho da clássica "Emoções" e depois em "Sereia", feita para a personagem Ritinha, da novela "A Força do Querer".

O show chamado "Esse Cara" teve no palco Simone & Simaria e Tiago Iorc. Gravado em novembro, trouxe ainda Roberto em dueto com Erika Ender em "Despacito", a canção mais reproduzida por streaming da história.

Roberto Carlos tem um especial de fim de ano na Globo desde 1974, sempre um grande sucesso.

Jundiaqui
Você vai
gostar de

A trajetória fotográfica de German Lorca chega aqui

Sesc Jundiaí recebe a exposição “Arte Ofício/Artifício” a partir deste sábado

Felicidade imprópria

Por Valquíria Malagoli

Minha morada, minha identidade

Por Wagner Ligabó

“Fim de linha”

Por Wagner Ligabó
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.