Jundiaqui
Jundiaqui

Tem muita coisa legal pra curtir na Festa da Uva

Jundiaqui
1 de fevereiro de 2019
Confira o roteiro cultural para o último fim de semana de agito no Parque da Uva

O terceiro fim de semana da Festa da Uva encerra a edição de 2019 em grande estilo.

A noite de sexta-feira (1) tem às 20 horas um tributo a Elis Regina no palco interno, com a cantora Marta Corrêa e banda. No mesmo horário, no coreto do samba próximo da entrada, a escola de samba Mocidade apresenta o cantor Johnny Rolim. E pouco depois, às 20h30, começa uma sessão de flashback da música pop com a banda Johnny Groove, no palco externo.

SÁBADO (2)

O sábado começa às 11h com o pop nacional do grupo Marielle no coreto principal. Ao meio dia, é a vez da Cia. Jovem de Dança ocupar o palco interno, seguida pelo Coral Municipal de Jundiaí às 12h30 e pelas músicas italianas do grupo coral I Cantanti di Itália às 13h00, além da tradicional Pisa da Uva, acompanhada pelo Grupo Folklorístico Stella Bianca, às 14h30. Pelas ruas da festa, cinco palhaços da Cia. Tão Distante já estarão levando alegria para crianças e adultos.

Um destaque nesse início de tarde cabe para o show do músico Siqueira e banda, que apresentam um trabalho próprio que mistura influências de rock e MPB de muita qualidade às 13h30, no coreto principal.

No mesmo horário da Pisa da Uva, às 14h30, começa também o show do sambista João Fernandes no coreto do samba. Pouco depois, às 15h30, tem clássicos roqueiros com a banda Hard 4 Love no coreto principal. E nesse horário também começam a circular pelas ruas da festa os personagens pop do “cosplay”.

Mais tarde, às 16h30, é a Orquestra Jundiaiense de Viola Caipira a atração no palco interno. É o mesmo horário em que a Parada da Uva sai do coreto do samba, percorrendo as ruas da festa, dando lugar em seguida aos sons carnavalescos da escola Leões da Hortolândia e, ao cair da noite, uma roda de samba.

Mas tem ainda, ao cair da tarde, a música sertaneja de volta às 18h00 no palco externo com Karla Mantovani e banda. E às 20h30, depois do pop rock da banda Contramão, mais sertanejo raiz com Daniel Franciscão e banda no palco interno. Do lado de fora, o palco externo estará com uma mistura do grupo chamado Pirou Geral. E nesse pedaço da festa já circulam pelas ruas do parque o cortejo, da Trupe Fans, seguidos às 20h30 pelo Carrocim Cultural.

DOMINGO (3)

O domingo começa cedo, às 10h, com o desfile de carros antigos do Paço até o Parque da Uva passando pela avenida Nove de Julho e chegando às 11h00 ao som de clássicos do rockabilly e rock´n roll com a banda Patrulha Noturna. E seguido, ao meio dia, por dançarinos no palco interno e pela circulação pelas ruas do parque do Degust e seu “cardápio de cenas”.

Um destaque, para muitos fãs, é o repertório de pérolas do lendário grupo mineiro Clube de Esquina, interpretadas pela banda do músico Bentivi às 13h30 no coreto principal.

No palco interno, as músicas italianas do grupo coral I Cantanti di Itália às 13h00 serão seguidas pela tradicional Pisa da Uva, acompanhada pelo Grupo Folklorístico Stella Bianca, às 14h30, preparando caminho para o leilão das frutas premiadas às 15h30.

Nessa parte do dia tem ainda o samba de Rodrigo Lucc, no coreto do samba às 14h30. Nas ruas, a poesia ambulante da Trupe Artenativa, do artista Chicão, e a “cartomante” do grupo Mamulengos.

A banda Oxidade, de Renata Iacovino, presta um tributo a Rita Lee no coreto principal, às 15h30.

No palco interno, volta às 18h30 a Orquestra de Violeiros da Terra da Uva. Quase no mesmo horário, às 19h00, o palco externo tem o grupo Brasil in Conserto, grupo local que gravou recentemente com o convidado Oswaldo Montenegro, no palco “aquecido” às 17h30 pelo grupo chamado HD.

Ainda antes, também às 17h30, o coreto do samba tem o som do bloco Agora é Noizzzz, que será seguido às 19h00 pelo ritmo maracatu e outros do Baque Delas.

Até mesmo uma área infantil (a Casa do Bambino) é o local para a encenação da Gordofolia, às 17h30.

As atrações são variadas - sem deixar de lembrar a encenação permanente de atores e atrizes na Casa do Colono, durante toda a festa, e da simpatia nos estandes de adegas, comidas e produtos típicos ou nos grupos de vinhateiras circulando o tempo todo para ajudar com informações.

Não faltam motivos para ir – ou voltar – à festa.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Alvarez confirma leilão de uvas premiadas

Novidade chega com a 35ª edição da Festa da Uva, com dinheiro revertido para o Funss

Arthur Nory ajuda jundiaiense no Dia do Desafio

Medalhista de bronze nos Jogos do Rio 2016 vem para cá, junto com Flávia Saraiva

Kekerê vai às ruas e reafirma seu papel cultural

Bloco atrai milhares de pessoas e mostra que Jundiaí ama o Carnaval

Mais um dia de medo por conta do Harvey

Por Lucinha Andrade Gomes
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.