Jundiaqui
Jundiaqui

Eleitorado encolhe pela metade e Miguel fica fora de Brasília

Jundiaqui
8 de outubro de 2018
Embora tenha somado mais de 86 mil votos, deputado dá tchau a sua cadeira na Câmara Federal

Edu Cerioni

A derrota mais sentida entre os candidatos por Jundiaí talvez seja a do atual deputado federal que tentava a reeleição Miguel Haddad. Ficou em 53º entre todos os candidatos, uma boa colocação, mas não fez o suficiente para seguir na Câmara Federal. Se despede de Brasília no final do ano.

O eleitor jundiaiense ajudou a colocar no Congresso, entre os 70 eleitos, o palhaço Tiririca, o ator pornográfico Alexandre Frota e vários outros do gênero.

O tucano talvez tenha pago caro pela distância que tomou dos rumos da cidade nestes últimos anos, cidade que enfrenta muitos problemas tendo o também tucano Luiz Fernando Machado como prefeito que Miguel ajudou a eleger. E olha que o candidato a governador do PSDB, João Dória, foi o mais votado na cidade neste primeiro turno.

Miguel teve 86.042 votos neste domingo (7), o melhor ranqueado entre todos os que não foram eleitos. Parece bom, mas em comparação com quatro anos atrás seu público encolheu pela metade. Em 2014, somou 168.278 votos.

Advogado que foi duas vezes vereador e duas vezes prefeito da cidade, deve ser nomeado para o governo se Dória vencer Márcio França no dia 28 em São Paulo. Caso contrário, fica fora da vida pública de forma inédita desde 1983.

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Edney e Mariana vão bem nas urnas; lanterninha tem 127 votos

Veja como foi o desempenho dos 14 candidatos de Jundiaí a deputado federal

Sucesso e fracasso deixam pistas

Por Marcel Capretz

Sábado é dia de ajudar instituições de caridade

Tem campanha de arrecadação de dinheiro para o Grendacc e venda de pizzas para a Casa da Criança

Nem todo super-herói tem capa

Por Kelly Galbieri
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.