Jundiaqui
Jundiaqui

DIA DA MULHER / Dona Mercedes acelerou a solidariedade em Jundiaí

Jundiaqui
8 de março de 2018
Criadora da Feira da Amizade trouxe até o presidente da República para cá

Edu Cerioni

Dona Mercedes Ladeira Marchi guarda com carinho recortes de jornais, revistas e fotografias dos anos em que comandou a Feira da Amizade de Jundiaí. Foram duas fazes, uma quando colocou no vocabulário da cidade a palavra solidariedade, no final dos anos sessenta. A outra durou pouco, retomada pelo governo de Pedro Bigardi em 2013 e interrompida pelo de Luiz Fernando Machado, em 2017, uma tristeza para essa senhora de 92 anos.A Feira da Amizade foi tão importante para Jundiaí que contou até com a presença de um presidente da República, Emílio Garrastazu Médici, que participou da abertura da festa em 1971. Alguns vão torcer o nariz por ser um presidente militar da época da ditadura, para dona Mercedes o importante foi o impulso que essa visita trouxe para que mais dinheiro fosse arrecadado para fazer o bem aos pobres. Essa história começou em 1969 como Feira da Bondade, rebatizada dois anos depois para Amizade. Enchia o Parque da Uva de voluntários e de gente ávida a se divertir, comer bem e até fazer compras - durante anos, eram vendidos ali produtos importados que tinham sido apreendidos pela Receita Federal, como tênis All Star, um grande sucesso, com verba destinada para entidades assistenciais.A feira nasceu de uma ideia de dona Mercedes para ajudar a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Jundiaí (Apae), instituição que cuidava de sua filha Martha, que tinha Síndrome de Down. E logo na estreia um grande resultado: arrecadação de 169 mil cruzeiros (moeda da época), que serviram para início da construção da sede da instituição na rua Francisco Telles, Vila Arens, entregue em 1971.

Foram anos de solidariedade e, por isso, essa homenagem neste Dia da Mulher do JundiAqui a essa batalhadora que fez a diferença na vida de muita gente.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

O Big Brother da política

Por José Renato Nalini

É lá se foi o Cony

Pelo Dr Didi

Rita Marleen e Daisy Deichmann no Maxi Shopping

Terça tem The Old Ladies no happy hour, com uma viagem musical pelo mundo todo

La Fontaine traz Leo Fraiman para orientação aos pais

Psicoterapeuta e escritor vem a Jundiaí dia 5 de outubro
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.