Jundiaqui
Jundiaqui

Em 1919, falha no fornecimento de energia prejudicava a Argos

Jundiaqui
19 de agosto de 2019
Por Vivaldo José Breternitz, do blog Jundiahy Antiga

Sempre tivemos muitas reclamações acerca dos serviços de fornecimento de eletricidade em nossa cidade. Essa tem exatos 100 anos...

A eletricidade chegou a nossa cidade em 1904, fornecida por uma empresa denominada Luz e Força de Jundiaí e em 9 de março de 1919, o jornal "O Estado de S. Paulo" mencionava um relatório da diretoria da Argos Industrial S.A., que dizia que sua fábrica não podia funcionar de forma completa por falta de fornecimento regular de energia, apesar de haver um contrato com a Luz e Força.

Naquela altura, entre os sócios da Luz e Força estavam um de seus fundadores, Eloy Chaves, e o Dr. Olavo Guimarães, que mais tarde seria prefeito de nossa cidade.

Nota da Redação: Inaugurada em 27 de fevereiro de 1913 e falida nos anos 80, a Argos foi pioneira em Jundiaí e uma das maiores tecelagens do Brasil. Seu prédio foi comprado pela Prefeitura de Jundiaí em 1989 e hoje abriga a Biblioteca Muncipal, a TE TEC e a Fab Lab, entre outros.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Baile Havaí tem ingresso a R$ 305,00 para ver Paralamas do Sucesso

Herbert Vianna, João Barone e Bi Ribeiro são atração neste 27 de janeiro em Jundiaí

Makossa faz show de estreia no Mercadão da Ferroviários

Rafael, Gilson, Cléber e Dago fazem show com muita MPB a partir das 19 horas. É gratuito

Tá russo!

Vera Vaia conta que Temer e Putin, pasmem, assinaram um acordo de combate à corrupção

“Labirinto Muito Louco” chega com a Turma da Mônica ao Maxi

Atração nos personagens de Mauricio de Sousa fica em cartaz no shopping até o dia 25 
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.