Jundiaqui
Jundiaqui

Hoje se esquece até drone no trem; antigamente era chicote…

Jundiaqui
12 de abril de 2019
Guarda-chuva supera os leques e agora é o campeão dos objetos esquecidos

Nos primeiros dias de 1875, como mostrou Vivaldo José Breternitz em seu blog "Jundiahy Antiga", a então Estrada de Ferro de Jundiahy a Campinas, mais tarde Companhia Paulista de Estradas de Ferro, publicava na "Gazeta de Campinas" uma lista de objetos esquecidos nos trens.

É uma lista bastante curiosa que traz em primeiro lugar os abanos (leques) e em segundo, os guarda-chuvas. Ate aí, normal. Mas depois aparecem as caçarolas, chápeus de todos os tipos, mala de couro e até um torquês (uma espécie de alicate), um par de algemas e um chicote.

Segundo a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), em 2018 foram esquecido nada mais nada menos do que 88,6 mil objetos nas sete linhas de trem do sistema e nas estações - quase 10% cdesse total na linha 7 Rubi, que liga a Estação da Luz a Jundiaí. O número representa 10 mil itens a mais do que em 2017.

Os objetos esquecidos são encaminhados à Central de Achados e Perdidos da CPTM, localizada na Estação Barra Funda. Entre eles estão um par de muletas, um manequim, um cavaquinho, uma barraca de camping e até um drone. O campeão dos esquecimentos é o guarda-chuva.

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

A partir de sexta o nome da Diversão é Maxi

Shopping tem apresentações teatrais infantis e brinde para as crianças

Ao gosto do freguês

Pedidos de recuperação judicial das maiores livrarias é tema de reflexão de Cláudia Bergamasco

Envelhecendo na cidade

Por Eusébio dos Santos

Poeminha safado

Por Cláudia Bergamasco
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.