Jundiaqui
Jundiaqui

Contas a pagar

Jundiaqui
30 de novembro de 2018
Por Vera Vaia

Estava aqui fazendo um planejamento econômico para tentar não estourar mais a conta antes do fim do mês, mas está difícil! Alguns gastos não têm como ser cortados e imprevistos surgem a toda hora.
Semana passada minha TV pifou e eu tive de comprar outra. Negociei, chorei desconto, black fraidei, e consegui um bom negócio em 10 vezes sem juros no cartão.

Mas essa semana desanimei! Me apareceu uma fatura de 6,7 bilhões pra pagar, expedida pelo nosso Supremo Tribunal Federal, que me afundou.
Por sorte, vou poder dividir essa conta com os quase 210 milhões de habitantes, que de alguma forma, vão ter de pagar pelo aumento dos salários dos Ministros do STF, e os da enxurrada de juízes e promotores que estão pendurados nessa mesma árvore.

“Reajuste do Judiciário, é resgatar a dignidade da Magistratura”, disse Toffoli, sobre o aumento de mais de 16% em seus salários, sancionado pelo presidente Temer.

Os ministros, tããão bonzinhos, trocaram esse aumentozinho que eleva seus soldos para quase 40 mil reais por mês, pelo fim do auxílio-moradia, considerado praticamente uma esmola, por Dias Toffoli. Ele acha indigno “ter de viver com um pires na mão, de um auxílio-moradia”.

Gostaria muito de saber a opinião desse senhor sobre como ele acha que aquele brasileiro que ganha um salário mínimo por mês, consegue manter sua dignidade. Ou os 13 milhões de desempregados, ou ainda os aposentados que o INSS insiste em chamar de “beneficiários”. (Pra mim, beneficiário é o que recebe um benefício e não o que lhe é de direito).

Mas esse assunto já deu o que tinha que dar. Se nem os dois milhões de assinaturas contrárias ao aumento, surtiram efeito, de que adianta ficar martelando nessa mesma tecla, néverdade?

Então vamos falar de outro assunto que está provocando as mais diversas reações nas redes sociais. É o “voglio una donna” do Lula.

O homem cismou agora que quer receber visitas íntimas. Até aí tudo bem, é um direito de preso, mas o que provocou as manifestações, é que, até onde se tem conhecimento, ele não tinha nenhum relacionamento afetivo antes de ir pra cadeia. Então elocubrações hilárias começaram a surgir sobre quem poderia se entregar às volúpias desse adorável senhor. Por enquanto o nome de Fernando Haddad tem sido o mais cotado.

Brincadeiras à parte, vamos focar agora no indulto de Natal proposto por Temer e que está sendo julgado pelo STF. Se aprovado, além de ladrões comuns, assassinos e estupradores, os corruptos da Lava Jato também poderão sair para desfrutar das delícias do peru nesse Natal. (Ao povo, caberá a tarefa de levar o peru).

E isso seria como um documento assinado e lavrado em cartório, com os dizeres: podem continuar saqueando o Brasil, cambada! A gente livra a cara de vocês!

Vamos aguardar. E orar!
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Cartão vermelho

Por Vera Vaia

Paz e esperança inspiram “O Menino e a Cerejeira”

Peça é atração para as crianças no Sesc Jundiaí neste domingo, às 16 horas

Corais amplificam clima natalino pelo Maxi Shopping

Neste domingo tem apresentações do Adorai – Igreja Prebiteriana de Jundiaí e do Astra

Livro emociona com a riquíssima história de Jundiahy

Por José Arnaldo de Oliveira
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.