Jundiaqui
Jundiaqui

E o Framboesa de Ouro vai para…

Jundiaqui
28 de junho de 2019
Por Vera Vaia

O Framboesa de Ouro é um prêmio satírico inventado por um publicitário americano, uma espécie de Oscar às avessas, destinado aos piores do cinema.

Numa adaptação do prêmio a personagens da vida real, só esta semana pelo menos três figuras nacionais subiriam ao pódio com louvor.

1° LUGAR:

And the Golden Raspberry goes to... Fernando Luiz de Lacerda Messere!

E quem é o ilustre desconhecido merecedor de tal prêmio?

Antes da última terça-feira (25) esse juiz de direito só era conhecido no Tribunal de Justiça do Distrito Federal até ficar famoso na boca do povo como “aquele juiz” que autorizou uma viagem internacional para o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que cumpre pena de quatro anos e seis meses por crime contra o sistema financeiro.

(Pegou emprestado R$ 1,5 milhão do Banco da Amazônia para renovar a frota de ônibus de uma empresa de transporte da qual era gestor, mas tirou uns trocados pra ele próprio. Coisa pouca, só R$ 525 mil!)

Pela legislação brasileira, o condenado que cumpre pena em prisão domiciliar não pode sair à noite, não pode beber, jogar nem se encontrar com prostitutas, mas mesmo assim foi liberado para passar férias no Caribe, num resort de quatro paus a diária, que tem bar e cassino. Ele deve ter convencido o juiz de que no lugar das prostitutas levaria a família, e aí ficou tudo certo.

Só que a alegria do quase turista acabou no mesmo dia. Logo à noitinha o ministro do Supremo Alexandre de Moraes mandou Acir devolver seu passaporte à Polícia Federal e sua sunga à gaveta.

2° LUGAR

Esse vai pro general Mourão, que, apesar de ter se mostrado uma pessoa articulada, sensata e até de bons modos se comparado com seu parceiro, fez um comentário digno de uma Framboesa de Ouro.

Sobre o sargento da FAB pego transportando 39 quilos de cocaína no avião usado para levar presidentes, Mourão disse que ele fez isso por dinheiro: “Acredito que esse militar aí, é questão de dinheiro, né”?

Não diga, seu Mourão! E a gente aqui pensando que era por esporte!

3° LUGAR!

Luciano Hang pegou o terceiro lugar mas poderia também estar em primeiro, pelo tanto de besteiras que fala por aí.

Nessa semana “o véio da Havan” soltou a frase: “Temos de bater palma quando alguém compra um avião, mas no Brasil a inveja é triste”.

Ora, seu Havan! Primeiro que nunca jamais se viu alguém bater palmas pra quem compra um avião (aliás, eu nunca vi ninguém comprando um), e segundo que se algum mortal comum, contribuinte, pagador de suas dívidas, que não vive puxando o saco de presidente para obter vantagens, tem inveja do senhor é só porque não consegue parcelar sua dívida com a Receita Federal em 115 anos.

(Que sortudo! Graças a esse pequeno alívio na dívida, conseguiu comprar seu primeiro Bombardier Global 6000, que custa R$ 250 milhões.)

Eu ainda estou aqui fazendo umas contas de quantos anos terá o véio da Havan quando for pagar a última parcela dos R$ 168 milhões que deve à Receita, mas me perdi.

Me ajuda ai, Pitágoras!

HORS CONCOURS

Dois eternos merecedores do Framboesa de Ouro também vão participar da cerimônia de entrega como convidados de honra. São eles:

ABRAHAM WEINTRAUB - Ministro da Educação (?) - por um trecho da sua postagem no Twitter sobre a droga encontrada no avião da FAB: "tranquilizo os 'guerreiros' do PT e de seus acepipes..." (Hummmmm!).

JAIR BOLSONARO -presidente - direto do Japão para o mundo, sobre o meio ambiente: "A Alemanha tem muito o que aprender com o Brasil". (Ahnnnnn?).

Vera Vaia é jornalista

 

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Ho-ho-ho

Por Vera Vaia

Conheço esse semblante

Por José Renato Nalini

A Academia Jundiaiense de Letras Jurídicas atinge a maioridade

Por Lucinha Andrade Gomes

Choque é o que melhor define a chegada a Hanói, no Vietnã

Marcela Andrade Gomes começa sua aventura pela Ásia e conta a razão de amar e odiar essa cidade (se bem que o ódio passou rápido)
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.