Jundiaqui
Jundiaqui

Exclusivo: Nos 30 anos União da Vila tem até orquestra na folia

Jundiaqui
12 de março de 2018
Foi na casa de dona Tica que a escola nasceu em 1988 e ela voltou à quadra neste domingo para festejar a amizade 

Edu Cerioni

Com exclusividade você vê aqui os 30 anos do Grêmio Recreativo e Escola de Samba União da Vila Rio Branco. Fotografei seu nascimento em 1988 e fui conferir a festa neste domingo (11). Em comum, a alegria e também a presença de dona Tica e seu filho César Rosão, primeiro presidente da agremiação. Também presente nos dois momentos o jornalista José Arnaldo de Oliveira.



Com as cores vermelho, azul e branco, a escola de samba que nasceu na casa de dona Tica na Vila Liberdade e teve seu primeiro batuque no morro do Marco Leite tem seu nome inspirado na união dos bairros que formam a grande Vila Rio Branco, que são os jardins Rio Branco, Danúbio e Florestal, Vila Margarida e a própria Liberdade.

A ideia nasceu com um grupo de amigos reunidos numa terça-feira de Carnaval, isso em 1988. Viram desfiles na cidade, assistiram pela TV as maravilhas das escolas do Rio de Janeiro e entenderam que dava para trazer o Carnaval para o bairro. E mais: unido ainda a um time de futebol.

A festa da agora trintona foi com samba e batucada, é claro. Mas também com MPB e até música clássica na noite deste domingo, na quadra que fica sob o viaduto da Vila Rio Branco, onde se apresentou a convidada Banda São João Batista. Maristela de Camargo cantou em nome da União e o público curtiu ainda show de Tom Nando e batuqueiros do Bloco Afro Kekerê e a bateria Ritmo na Veia, do mestre Zé Prego. Banda e bateria se apresentaram juntas em "Aquarela do Brasil".

Mestres-salas e portas-bandeiras de outras escola foram prestigiar a noitada, carregando seus pavilhões em respeito a essa aniversariante que festejou seis títulos, entre eles um tricampeonato seguido - 1990, 2001, 2002, 2003, 2006 e 2011 - e se firmou na história do nosso Carnaval e ganhou o coração de milhares de foliões. O time de futebol também chegou a ser campeão do Amador de Jundiaí.



Foi uma noite de encontros e reencontros para dona Tica e Cesinha, que se  surpreenderam ao rever a reportagem sobre o dia da fundação da escola de samba em registro exclusivo do "Jornal Rio Branco" - que eu e Arnaldo publicamos durante os anos oitenta.

Veja fotos:

    Fotos: Edu Cerioni
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Feliz Dia das Mães!

Paz, amor e saúde é o desejo do JundiAqui e do Vinho Dom Bosco

Jundiaí em temporada de Encontro de Corais

Teatro Polytheama vai receber 29 apresentações até o dia 21, como o Zíper na Boca

“Zé Carioca”, que nasceu de inspiração em jundiaiense, ganha novas HQs

Personagem volta a ter histórias em quadrinhos produzidas no Brasil

Transformação do São Vicente começa pelos 13 quartos das mulheres

Prédio de 117 anos do hospital ganhará vida nova com proposta inovadora de doação da iniciativa privada a partir de R$ 3 mil
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.