Jundiaqui
Jundiaqui

Alimentação ou fome?

Jundiaqui
22 de agosto de 2018
Pelo chef Manuel Alves Filho

Recebo comunicado de imprensa sobre pesquisa de comportamento de consumo, produzida pela Kantar Worldpanel, empresa que se apresenta como especialista global no assunto. Segundo o levantamento, realizado no segundo semestre de 2017, o brasileiro tem dedicado cada vez menos tempo ao preparado das refeições.

Em terras brasilis, gastamos, em média, 15 minutos para fazer o café da manhã (7% a menos que no mesmo período do ano anterior), 31 minutos para produzir o almoço (redução de 4%) e 27 minutos para elaborar o jantar (menos 2%).

A grande questão que se coloca é: é possível preparar uma refeição saborosa, equilibrada e saudável em tão pouco tempo? Dificilmente, a menos que a pessoa seja muito organizada, tenha bastante habilidade e possua um bom repertório de receitas. Do contrário, os parcos minutos indicados pela pesquisa serão suficientes somente para fazer a saladinha de folha de sempre, cozinhar o macarrão instantâneo ou aquecer a lasanha ultraprocessada que jaz no congelador.

Fico em dúvida se, a esta altura, estamos dedicando tempo à alimentação ou à fome.

Manuel Alves Filho é jornalista e chef de cozinha

Foto: Reprodução
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Mais do mesmo

Marcel Capretz bate na tecla de que clubes erram ao trocar de técnico ao primeiro enrosco

Com a HDO na Unidade Prime do Uffizi Medical Center

Atendimento oftalmológico ganha mais conforto e agilidade em Jundiaí

Brumadinho: buscas param; jundiaiense segue desaparecido

Bombeiros de Minas Gerais decidiram interromper trabalhos por causa do coronavirus

Dia do Futebol: aniversário de Nenê é fora do jogo e perto de novo adeus ao Brasil

Ao completar 36 anos, jundiaiense desfalca Vasco contra o São Paulo e estuda propostas para sair
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.