Jundiaqui
Jundiaqui

DIA DA MALDADE

Jundiaqui
23 de março de 2018
Pelo chef Manuel Alves Filho 

Hoje é Sexta-Feira. Dia da Maldade. Dia de iniciar os trabalhos com bolinho de bacalhau. Dia de dar vazão ao ser lúdico que habita em você e brincar com bolinhas... de cerveja. Ou de espumante.

Dia de abrir o sorriso, os braços e o paladar. Dia de deixar de contar calorias e computar prazeres e afetos.

Dia de ir ao seu boteco ou restaurante predileto e pedir “o de sempre”. Dia, enfim, de colocar em prática o provérbio segundo o qual o que contamina o homem não é aquilo que entra, mas o que sai da sua boca.

Foto: Luis Paulo Silva

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Naquela mesa de sinuca agora está faltando o Dr. Luiz Pedro Pescarini

Por mais de 30 anos ele atuou na perícia médica do INSS, fez atendimento no Game, no Hospital Maternidade e outros

GM instrui soldados do 12º GAC sobre uso de armas não letais

Lições mostram uso correto de espingarda com bala de borracha, pistola com descarga elétrica e até escudo

500 títulos em oferta na Feira do Livro no Maxi

Shopping promove uma viagem fantástica pelo mundo do real e do imaginário

Ligabó aponta urgência de prontuários eletrônicos em UBSs

Médico e vereador concluiu a primeira parte do mapeamento das Unidades Básicas de Saúde de Jundiaí
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.