Jundiaqui
Jundiaqui

Dança “invade” teatros e até praças e varejões em Jundiaí

Jundiaqui
23 de maio de 2018
São centenas de bailarinos envolvidos nessa 22ª edição do Enredança

José Arnaldo de Oliveira

Se não tem a Virada Cultural da capital paulistana, Jundiaí resgatou um de seus maiores festivais artísticos, o Enredança, com centenas de apresentações no Teatro Polytheama, no Complexo Fepasa e em praças (veja) e até varejões noturnos.

O encontro regional de dança surgiu no início da década de 1990, tendo entre suas idealizadoras a Comissão Municipal de Dança e profissionais como a coreógrafa Eliana Brega. Com intervalos de tempo, chega à sua 22ª edição com uma das maiores quantidades de grupos participantes.

A programação segue até 30 de maio, sempre com entrada franca - veja programação.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Maxi Shopping é uma agitação rumo aos 29 anos

Tem troca de figurinhas, brinquedos para a criançada, exposição, venda de tapetes…

Depois da tensão vem a virada e o grito de campeão

Corintianos se reuniram na Cachaçaria da 9 de Julho pra assistir a vitória que valeu o título

Robertinho do Recife e Lucky Leminski no Sesc

Guitarrista terá a seu lado vocalista original do Metalmania nos anos 80

Barão Vermelho aterrisa na cidade em abril

Sem Frejat e com Rodrigo Suricato, banda vai se apresentar no ginásio do Sesc, dia 12
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.