Jundiaqui
Jundiaqui

Covid-19: fisiculturista de Jundiaí deixa UTI e avisa que é “pra ficar em casa”

Jundiaqui
7 de abril de 2020
Ele usou o Facebook para contar sua história e alerta que todo cuidado é pouco

Aquela história de que ser atleta não dá chance ao coronavírus não é verdade. Um fisiculturista de Jundiaí, 52 anos, usou o Facebook nesta segunda-feira (6) para contar o drama vivido após deixar a UTI do Hospital São Vicente. Agora em casa, ainda se recuperando, Ney Junior alertou os amigos:

"Depois de ter ficado uma semana internado na UTI por ter sido contaminado pelo coronavírus (Covid-19), deixei o Hospital São Vicente de Paulo e estou em isolamento na minha casa. Não poderia deixar de fazer esse sincero agradecimento a todos os profissionais que me atenderam nesse período, porque, sem eles, eu não teria conseguido sair vivo de lá. Esses profissionais são os heróis dessa guerra contra a pandemia. Muito obrigado a vocês e minha eterna gratidão. Não desanimem!!!

Obrigado também por todas as mensagens que recebi, muita gratidão a todos. "Juntos", cada um na sua casa, somos mais fortes contra o vírus: fiquem em suas casas, cuidem dos idosos.

Infelizmente não tenho condições de responder a todos, mas eu selecionei quatro perguntas muito recorrentes e vou tentar ser breve nas respostas...

1 - Mesmo com a sua condição física destacada pela prática de atividade de musculação e aeróbica como explica ter contraído a doença?

Amigos isso é indiferente, o que pode favorecer é na recuperação. Uma vez exposto ao vírus, qualquer pessoa se contamina. A doença aparece de uma forma mais leve ou mais grave, vai depender. São os fatores de risco. Por exemplo, no meu caso sou hipertenso.

P2 - Quais foram os sintomas?

Todos os descritos pelos órgãos oficiais de saúde pública, amplamente divulgados pela mídia.

3- Gostaria de saber de você, que passou e venceu a doença: é verdade sobre o contágio? E os sintomas e a cura?

Sim, é verdade tudo que é passado pelas agências oficiais de saúde, sobre a prevenção, contaminação, tratamento em hospitais, com catéter de oxigênio ou respiradores artificiais, bem como os sintomas, e a necessidade do isolamento domiciliar.

(A mais recorrente de todas) 4 - O que você diz às pessoas sobre a doença?

A única maneira de se proteger e proteger sua família, bem como as pessoas que você ama, é não sair de casa. Higienizem tudo e mantenham distância se tiver que ir a algum lugar. Cuidem dos idosos e sigam as instruções das agências oficiais de Saúde (o Ministério da Saúde). Evitem ao máximo aglomerações! Um forte abraço (virtual) a todos e lembres-se: VITÓRIA NA GUERRA CONTRA O VÍRUS!"

Em outra publicação, ele postou essa imagem do Batman & Robin...
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Edu Cerioni receberá Diploma do Mérito Jornalístico de Jundiaí

Editor do JundiAqui é o 19º indicado para a homenagem criada pela Câmara há 31 anos

Beto Brant te convida a ver “Pitanga” na Capital

Diretor jundiaiense tem documentário feito junto com Camila Pitanga em exibição no Itaú Augusta

Luana samba pendurada pelos cabelos e deixa Eslováquia de boca aberta

Atriz circense de Jundiaí ganha sim de todos os jurados na estreia de novo “Got Talent” na Europa

Com a família Coopercica na festa de seus 50 anos

Cooperados curtem um jantar especial junto com a diretoria da cooperativa
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.