Jundiaqui
Jundiaqui

“Meu nome é Rádio”

Jundiaqui
11 de fevereiro de 2020
Dr. Didi faz uma homenagem a Ricardo Boechat, neste um ano de sua morte

Cuba Gooding Jr e Ed Harris fizeram o filme "Meu nome é Rádio" em 2003. A direção é de Michel Tollin. Debra Winger faz parte desse grande elenco. Não perde-se um filme com eles.

Nesta terça-feira (11), faz um ano da partida do Ricardo Boechat.

Acompanhei sua trajetória na Band News todas as manhãs, indo para o trabalho e passando no mesmo lugar da Anhanguera, onde se deu a fatídica queda do helicóptero.

Sua irreverência, seu humor ácido, sempre davam um tom diferente para a notícia.

E com o Zé Simão? Impagáveis.

Eu ficava, às vezes, mais um tempo no carro, só para ver o final da conversa. Ria muito e entrava mais leve para o trabalho.

Estou lendo "Eu sou Ricardo Boechat", livro que o Eduardo Barão e o Pablo Fernandez escreveram, para que nunca o esqueçamos.

É divertido e ao mesmo tempo comovente. Já chorei algumas vezes.

Ganhei do meu filho Thales no último Natal e vi minha mulher encher os olhos de lágrimas na ocasião.

O rádio é meu companheiro desde a infância. Herdei o gosto dos meus pais num tempo em que não havia TV, quiçá internet.

Era o rádio, as revistas e os jornais impressos.

Acho que o rádio tem um poder de penetração, talvez maior do que a internet, pois chega onde ela não chega, nos rincões mais distantes desse imenso Brasil.

Foi nele que eu ouvi as Copas do Mundo de 1958 e 62. Rádio a válvulas, com chiadeira e tudo. Vozes de Edson Leite, Valdir Amaral e outros que não lembro.

Ficava ao lado do meu avô e meu pai que, solenes, perfilavam-se ao tocar o Hino Nacional.

Hoje o Hino Nacional está banalizado.

Só era tocado nas grandes ocasiões com o devido respeito de todos.

Sempre tocado por uma banda militar e não por um auto-falante ou cantores desafinados.

O rádio vai continuar com seu papel de rapidamente nos colocar a par do urgente.

É nele que debates, combinados ou não, tipo Villa x Constantino ocorrem.

Tem para todos os gostos.

Do "Playlist" do Zuza na Rádio USP ao "Hora da Vitrola" na Eldorado. Do gospel aos curandeiros.

Saudades de você BOECHAT.

Até!

Diógenes Augusto Archanjo da Silva, o Dr. Didi, é médico ortopedista
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Arraiá da Palha pra esquentar o domingo no Vianelo

É na praça da feira, com apresentação do Maracatu Jundiaí e quadrilha

Festa Italiana: alegria compartilhada

Muita gente foi curtir o primeiro fim de semana de muito macarrão na Colônia, recebendo de pressente o TUTTO È FESTA

Taroba, Samuca e Claudinei no Natura é delicioso “Café com Leite Musical”

Mas não se engane, porque a noitada da melhor MPB vai ser regada a muita cerveja nesta quarta

2º no Bolão: Kleber Silva diz que jogou na intuição

Dono da KS Contábil, ele diz que acreditou a partir das oitavas que poderia ganhar um troféu
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.