Jundiaqui
Jundiaqui

sem rumo

Jundiaqui
24 de julho de 2017
Por José Renato Forner

meu país é um menor abandonado
um menino descalço e sem camisa
meu país é um pivete de canivete em punho e olhar perdido
meu país dorme saciado de cola
corpo magro em banco esplêndido
meu país é uma antiga praça da sé esperando a chacina
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Estação Central de Trem é invadida

Espaço abandonado sob o viaduto da Torres Neves serve de abrigo para moradores de rua

Obra do jundiaiense Décio Pignatari revisitada em São Paulo

Nome-chave da poesia visual no Brasil tem trabalhos expostos na Galeria Millan

O outro lado da quarentena

Segundos de descontração em meio a pandemia, nos oferecem o dramaturgo Sérgio Roveri e o cartunista Pelicano

Verão vem com promessa de chuva, então o jeito é curtir…

Fotos: Nelson Chinalia
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.