Jundiaqui
Jundiaqui

Quando o pouco é bastante

Jundiaqui
13 de abril de 2019
Pelo chef Manuel Alves Filho

Você acorda tarde no domingo. Questão de merecimento. Afinal, a semana foi intensa, com o trabalho começando pela manhã e sendo encerrado, em alguns dias, por volta da meia-noite. Por isso, sai da mesa do café da manhã às 11h30.

O dia segue em marcha lenta, até que a fome reaparece. São 17h e já não é mais viável sair para almoçar. Também é tarde para ir ao supermercado para providenciar ingredientes para um repasto. A alternativa é improvisar algo com o que tem na geladeira e armários.

Você abre e fecha várias portas. Fuça aqui, vasculha ali e descobre que tem apenas arroz, carne moída e alguns legumes. Se é o que tem, tem que ser o bastante. Eis que, depois de pensar um pouco, você comete o prato da imagem.

Descrição: arroz branco, almôndegas ao molho de tomate e legumes assados, temperados com azeite, sal, páprica doce e pimenta jalapeno defumada. Que bom, você fez uma bela refeição. É provável que seus antepassados tenham se sentido representados à mesa.

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

a rotina é o nome cotidiano que deram à morte

por José Renato Forner

Com Tom Nando é sempre um folia musical

Vocalista do Trio em Transe faz show no Natura e balança o pessoal do Vianelo nos preparativos para o Carnaval

Koh Samui em flor para receber os namorados

Casa aconchegante esgotou suas reservas em noitada de paz e amor

Jundiaiense vai ao segundo turno no Rio de Janeiro como favorito

Wilson José Witzel é a grande surpresa dessas eleições entre os candidatos a governador
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.