Jundiaqui
Jundiaqui

Live de “A Ponte de Bambu”

Jundiaqui
28 de setembro de 2020
Documentário do cineasta Marcelo Machado sobre a família de Jayme Martins vai ao ar pela internet

Cláudia Bergamasco

Há cerca de sete anos, quando o cineasta Marcelo Machado começou a gestar o documentário "A Ponte de Bambu", ele - e ninguém no mundo - imaginava que viveríamos uma pandemia provocada por um vírus “nascido” justamente em uma província chinesa - o coronavírus, ou Covid-19. Quando da pré-estreia no Shopping Paineiras, aqui em Jundiaí, com a presença de todos os seus protagonistas, o lançamento oficial do filme estava inicialmente previsto para abril desde ano em todo o Brasil. A Covid já havia chegado por aqui também e toda a programação teve que ser alterada. É por isso que ele ganha agora a internet...

Divulgação e exibição tiveram quer ser adaptados aos novos e restritos tempos. Hoje, filmes, shows, entrevistas etc, acontecem via lives. Com "A Ponte de Bambu" não é diferente. Marcelo Machado, diretor e idealizador do documentário, já fez algumas neste mês de setembro e nesta segunda-feira (28) fará outra. Eu, que já vi o filme, digo sem vergonha de ser parcial, que o é incrível e vale muito assistir, especialmente aqueles que conhecem pouco a história fantástica do jornalista Jayme Martins e sua família.



A primeira exibição deste 28 de setembro será às 15 horas e às 17 horas no site Looke e no www.etudoverdade.com.br haverá um debate com o diretor e equipe participante do filme.

O documentário conta a incrível história da família Martins - Jayme e Angelina e as filhas Raquel e Andrea - na Terra do Nascente. Jayme, hoje com 90 anos completados em janeiro, foi convidado a visitar a China como professor. Era a década de 1960, uma das mais sangrentas e restritivas da história do nosso País. Na volta, foi barrado, taxado de comunista e mandado de volta. Como não havia nada que indicasse que a ditadura amolecesse no Brasil, Jayme casou com Angelina por procuração e um tempo depois a esposa estava ao lado do marido morando num conjunto de predinhos em Pequim.

A volta só se deu com a decretação do Ato Institucional 5 (A.I.5), que anistiou presos políticos. Jayme e a família voltaram com uma bagagem cultural e política fenomenal e o coração dos quatro se mantinha dividido entre Brasil e China. Como correspondente internacional, soubemos mais dessa terra tão distante é tão diferente da nossa por meio das inúmeras reportagens feitas por Jayme e publicadas principalmente pelo "Estadão". Tivemos detalhes da Revolução da Praça da Paz Celestial por conta das reportagens criteriosas e detalhadas de Jayme. Ele também trabalhou para a Rádio Eldorado, que transmitia entrevistas e reportagens do jornalista.

Os depoimentos da família Martins são chocantes, são impressionantes não só pela simplicidade como também pelas restrições e obrigações a que eram submetidas. Os depoimentos são caprichosamente simples, porque Machado quis assim. A delicadeza, a gentileza e a sensibilidade de Marcelo Machado em captar a essência dessa família e sua história amarra tudo lindamente.

Como disse anteriormente, é uma live que vale a pena assistir. Dois países opostos e com muita coisa incomum - até hoje.

 

SERVIÇO
"A Ponte de Bambu"
28/09/2020 - 15 horas e 21 horas no www.etudoverdade.com.br e Looke. É preciso fazer um pequeno cadastro antes. Um código SNS será enviado para seu celular ou e-mail para concluir o cadastro. Clique em programação. Você será direcionado para a página É Tudo Verdade/Looke. Aperte o play e boa sessão.
28/09/2020 - 17 horas debate com Marcelo Machado e equipe.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Sonhos deixados por Marcelo Camunhas tocam corações

Exposição póstuma do artista jundiaiense é imperdível na Pinacoteca

502 ÓBITOS – Boletim traz 6 mortes e janeiro já soma 16

14 de junho é o dia mais fatal dentro da pandemia. O primeiro óbito na cidade foi em 3 de abril, ou seja, 283 dias atrás

Jundiaí prepara visual do Beco da Fepa, com homenagem a Tomé

Muro de 140 metros de extensão na entrada do Jardim Fepasa vai ser grafitado dia 13 de outubro

De volta às serestas

Por Guaraci Alvarenga
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.