Jundiaqui
Jundiaqui

Lívia Zuccaro, repórter de Jundiaí do “Brasil Urgente”, fala em tristeza coletiva

Jundiaqui
30 de março de 2020
"Será que semana que vem eu vou poder ver a minha vó que to morrendo de saudade?"

Quem a vê no noticiário sempre firme e segura, pode não imaginar o quanto a jornalista Lívia Zuccaro, repórter da TV Band, que aparece todos os dias no programa de José Luiz Datena, o "Brasil Urgente", sofre por conta das dúvidas que a pandemia do coronavírus traz.

Em suas redes sociais, ela dividiu as angústias e que sente falta de coisas mais básicas, como ver os seus parentes mais velhos: “Eu nunca imaginei que pudesse reportar sobre esses dias que estamos vivendo. Nos sentimos frágeis, sozinhos, assistindo e falando sobre um colapso mundial e nos perguntando: como será amanhã? Será que semana que vem eu vou poder ver a minha vó que to morrendo de saudade? Quando será que vou conseguir dar um abraço de novo no meu pai e enche-lo de beijos?”.

A repórter revelou que todos ao seu redor estão triste: “É um tempo de tristeza coletiva. Aonde é difícil enxergar, no meio do caos, um futuro lindo, como sempre desenhamos pra nós. Parece que tá tudo cinza não é mesmo? Na minha crença, precisamos além do coronavirus, combater pensamentos. Combater energias do caos que nos cercam. Eu ouço muito sobre o vírus, mas ouço pouco nos últimos dias sobre Deus. E como Jesus, combateria o caos? Com fé”.

Lívia foi contratada para o programa "Tá na Tela", com Luiz Bacci, antes de fazer o "Brasil Urgente". Também faz reportagens para o "Café com Jornal" e "Jornal da Band". Antes, trabalhou na Record, no "Cidade Alerta" de Marcelo Rezende. Começou a trabalhar em rádio aqui e deu aulas na Facamp, de Campo Limpo Paulista.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Vinho premiado ficou 8 meses em carvalho francês e custa R$ 68 a garrafa

Poesia Gran Reserva Syrah 2018 coloca Vinícola Castanho entre as campeãs do Brasil

Prefeitos da AUJ querem Hospital Regional para infectados do coronavírus

Jundiaí recebeu seus vizinhos para definir estratégias conjuntas de preservação da saúde

Dia da Maldade – Memória da cozinha

Pelo chef Manuel Alves Filho

Esportiva se abre para confraternizações de grupos e empresas

Tem grande piscina, campo de futebol, quiosques para churrascos, área de descanso e ampla área verde para caminhada
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.