Jundiaqui
Jundiaqui

Dia da maldade

Jundiaqui
27 de outubro de 2017
Pelo chef Manuel Alves Filho

Hoje é Sexta-feira. Dia da Maldade. Dia de tomar um aperitivo para abrir o apetite e jogar a chave fora para não mais fechá-lo.

Dia de bebericar caldinho de feijão com cachaça de estirpe.

Dia de comer torresmo para afiar os dentes.

Dia de repetir a costela no bafo porque artista que é artista sempre concede o bis.

Dia de manter a cabeça desanuviada porque, como é sabido, mente vazia é oficina do carboidrato!
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Exclusivo: a arte da mulher negra e a mulher negra na arte

“Pretas InCorporações” dá visibilidade a um trabalho de força e questionamento na Pinacoteca

FALECIMENTOS – 17 e 18 de setembro de 2020

Relação fornecida pelo Serviço Funerário de Jundiaí, com autorização das famílias para divulgação

mais uma vez

Por José Renato Forner

Galera ocupa o Escadão com “Batalha de Rap”

Ligação entre Centro e Vila Arens ganha vida à noite em Jundiaí, sempre elegendo um campeão
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.