Jundiaqui
Jundiaqui

O adeus de Tama Sigulda, a mulher por trás da arte de Tao e de tantos

Jundiaqui
29 de janeiro de 2020
Morre a polonesa que escolheu o Brasil para criar um centro cultural

Por trás de um grande homem, sempre tem uma grande mulher. Para Tao Sigulda, essa grande mulher sempre foi a baixinha e risonha Tama, que disse adeus neste domingo (26), aos 86 anos.

Tao, nascido na Letônia e falecido aqui em 2016, aos 91 anos, era o grande artista, é seu nome que batiza o centro cultural erguido na divisa de Jarinu e Campo Limpo Paulista, é seu rosto que estampa cartazes e camisetas, mas todos que conheciam o casal sabiam que era Tama o ponto de equilíbrio, o pilar de sustentação de todos os sonhos do marido.

Os dois vieram ao Brasil em 1960 - para isso, ele vendeu todos os seus quadros e esculturas para um italiano. Aqui, ele pintava e ela trabalhava como atriz e fotógrafa, até que resolveram criar um espaço próprio para a arte, de ambos e de tantos outros.

A polonesa Tama atuou no teatro paulistano, entre outros na Aliança Francesa, na Pró-Arte e no Instituto Goëthe. Gostava de fotografar a natureza e foi por isso que se sentiu tão atraída pelo interior paulista. Juntos, fundaram o Centro Cultural Tao Sigulda, com o intuito de promover o intercâmbio entre artistas e apreciadores da arte com cursos e eventos. Foram mais de 50 exposições coletivas a partir de 1985, a maioria com artista de Jundiaí entre os convidados. Nomes como Inos Corradin, Alice Vilhena etc.

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Flash back da banda Transport no Estrela da Ponte

Show é na noite deste sábado, com som que te leva de volta aos anos 80

Bem fica! 

Por Vera Vaia

O universo de Tomie Ohtake colorindo a vida dos bebês

Tem peça com sons, cores, movimentos e músicas gratuita no Sesc domingo

Só TOCA RAUL no Sesc de quarta a domingo

São vários shows e um documentário para resgatar a música e a memória de Raulzito
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.