Jundiaqui
Jundiaqui

Homens Sapiens! (Sapiens?)

Jundiaqui
10 de junho de 2017
100 mil anos mais velho do que a ciência achava, não consegue combater o tumor político, mostra Vera Vaia

"A petição inicial apontou a existência de um tumor. A ecografia apontou a existência de um câncer. A cirurgia abdominal demonstrou que na verdade, o quadro era de metástase". Declaração de Nicolao Dino, vice-procurador geral eleitoral, durante o debate que precedeu a votação que derrubaria ou não, a chapa Dilma/Temer, a mais quente do século. Um perderia o cargo e a outra ficaria inelegível. (Inelegível? Mas já não é? Quem consegue ler o que ela escreve?)

É tanta caca que envolve o caso, que a metástase chegou no Tribunal em forma de empreiteira, e os "médicos" precisavam decidir se tiravam ou se deixavam os tumores odebrechtianos e barusquianos espalhados nos corpos ainda vivos, mas que, até o momento, ainda respiravam com a ajuda de aparelhos.

Uns a favor, outros como o ministro Gilmar Mendes, não! Ele se gaba de essa ação existir graças ao seu empenho "modéstia às favas", mas afirma que a intenção era a de discutir o assunto e não de levar aos finalmente. E quando viu que a coisa começava a pegar outro rumo, deu um péra aí, e saiu com o papo de que "estão cassando mais do que a Ditadura, e é uma Justiça que se pretende democrática".

Pelo jeito, o ministro Gilmar Mendes é adepto da máxima do Paulo Maluf "estupra mas não mata"!

A alegação é a de que essas delações não constavam da ação quando ela foi apresentada, mas como disse o irmão gêmeo da Luisa Erundina que enveredou pelo bom caminho, o juiz Herman Benjamim, sobre a Lava Jato, "puxa-se uma pena e vem uma galinha". Na verdade, à medida em que passa o tempo e novas delações vão surgindo, o galinheiro vai ficando cada vez mais cheio.

E por falar nisso, em breve o ministro Edson Fachin começa a ouvir testemunhas na ação contra a senadora Gleisi Hoffmann e de seu marido Paulo Bernardo, no caso de desvio de dinheiro da Petrobras. Gleisi teria (teria?) participado do show do milhão da estatal, em prol da sua candidatura ao Senado em 2010.

Mas a piada aqui fica por conta de duas testemunhas de defesa: os ex-presidentes mais honestos do país, Lula e Dilma. Como se não bastasse, tem também Gilberto Carvalho, Sérgio Gabrielli, Roberto Requião e Graça Foster, entre outros talqualmente "limpinhos". É como se todos os filhos presos do Fernandinho Beiramar recebessem um habeas corpus e fossem depor a favor do pai num julgamento.

Mas por aqui se espera de tudo. Até mesmo que todos sejam considerados inocentes, os que roubaram, os que pedalaram, os que viajaram em avião da JBS (sigla confundida com FAB pelo presidente), os italianos, os pós-italianos e tutti quanti!

Fechando a semana veio a notícia de que um fóssil do Homo Sapiens, de 300 mil anos, encontrado no Marrocos, revela que ele é 100 mil anos mais velho do que a ciência achava até então, o que significa que a evolução da espécie tem sido muito mais lenta do que se pensava.

Nem precisava desse fóssil pra termos essa certeza. É só acompanhar os acontecimentos daqui e do resto do mundo! Dá pra chamar isso de "evolução"?

Vera Vaia é jornalista

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Papillote de pescada e legumes

Pelo chef Paulo de Luna

Maiores de 40 anos: Celeti convida para aula experimental

São diferentes cursos pela manhã ou à tarde, entre eles de idiomas, música e tecnologia

Nova série argentina da Globoplay tem jundiaiense na criação

“Enclausurados” tem 13 episódios e boas surpresas, garante Marcelo Müller 

Em meio a pandemia, torcida se aglomera em ‘encontro de arrancada’

Diversos modelos Porsche e outros importados atraíram multidão ao Lago Azul
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.