Jundiaqui
Jundiaqui

Ator entra no obituário do “The New York Times”, que cita Beto Brant

Jundiaqui
25 de julho de 2020
Jundiaiense foi diretor desse que é visto no mundo todo como um dos maiores artistas brasileiros

"Das novelas a vencedor da Palma de Ouro, Leonardo Villar foi membro da realeza cinematográfica do Brasil".

É assim que o ator brasileiro que morreu aos 96 anos de idade de parada cardíaca, no dia 3 de julho, é descrito pelo jornal norte-americano "The New York Times", talvez o mais importante e influente do mundo todo.

Entrar no obituário do jornalão é para poucos. Villar é reconhecido por seu talento especialmente em "O Pagador de Promessas", no papel de Zé do Burro, que rendeu a primeira e até hoje única Palma de Ouro a um filme brasileiro no Festival de Cannes.

O "New York" cita um jundiaense no texto, o ditetor Beto Brant, que dirigiu Villar em "Ação Entre Amigos", em que faz o papel de um torturador que vai parar nas mãos dos torturados.

Leia também: Leonardo Villar é ator inesquecível que foi dirigido por jundiaiense
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Há espaço para o bem?

Por José Renato Nalini

Esquisitices

Por Thaty Marcondes

Com 10 casos de sarampo, dispara procura por vacina em Jundiaí

Esses estão confirmados e há 97 suspeitos; São Paulo registra primeira morte em mais de 20 anos

Novo pároco fala em vivermos tempos de esperança

Padre José Carlos nasceu em Guaporé (RS), mas está em Sao Paulo há quatro décadas
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.