Jundiaqui
Jundiaqui

Literatura vive emoção em plena Festa da Uva

Jundiaqui
19 de janeiro de 2020
 

No dia de abertura do evento, o estande da literatura de Jundiaí teve um momento inusitado



Depois de ter tocado flauta transversal na apresentação de abertura, Clarissa Lari Moraes - uma menina de 15 anos que estuda o primeiro ano do ensino médio, começou a ler muito cedo, adora música, já participou do Projeto Guri e toca na Banda São João Batista, surpreendeu com a emoção ao ver os livros de seu autor preferido expostos.

“Eu e algumas escritoras presentes ficamos perplexas”, conta Eliane Diana. Trocando algumas palavras, a flautista contou que aos nove anos ganhou a primeira edição do livro do autor Nícolas Catalano, chamado “Espelho dos Olhos”, em evento de educação na Argos.

Se encantou com a leitura do livro e, quando viu a continuação da trama com “Espelho de Sangue” ao alcance das mãos não se conteve. Ficaram todos tomados pela sua emoção - e até houve mais curiosidade de saber sobre o que falava o livro.

“É muito bacana ver jovens leitores e mais ainda ver jovens escritores como no caso desse Nicolas Catalano, conseguindo envolver novas gerações com suas histórias. Cada dia mais tenho a certeza que as artes enaltecem o ser humano. Essa menina me encheu de esperança nessa moçada que está chegando”, diz.

A cidade tem apoiado a Câmara Setorial de Literatura dando a oportunidade aos escritores para que exponham suas obras com o intuito de aguçar e estimular a população à leitura.

Foto: Eliane Diana
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Pizzaria vira passarela para Refogado abrir Carnaval 2018

Com casa cheia e som puxado por Tom Nando, a quinta foi uma festa das mais animadas

Bem fica! 

Por Vera Vaia

Pandemia e suspensão do tempo – Parte 1

Por Camaleão Albino – Hildon Vital de Melo

Mississippi em chamas

Pelo Dr. Didi
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.