Jundiaqui
Jundiaqui

Microfone sem cantor marca homenagem emocionante a Chico Gebram

Jundiaqui
6 de maio de 2022
Museucistas estreia em palco inédito que foi deixado pelo empresário falecido em março

I've lived a life that's full
I travelled each and every highway
And more, much more than this
I did it my way

(Eu vivi uma vida completa / Eu viajei por toda e qualquer estrada / E mais, muito mais que isso / Eu fiz isso do meu jeito)

Edu Cerioni

"My Way", de Frank Sinatra, foi a canção escolhida pela Museucistas para começar seu "ensaio aberto" neste 5 de maio, na realidade sua primeira apresentação diante de público. Faltou o líder da banda, Silvio Gebram, o conhecido Chico, que faleceu em 8 de março último. Deu adeus em meio a ensaios para a estreia do grupo musical que criou. E mais: a noitada foi no palco que o ex-empresário do ramo de seguros deixou de herança a Jundiaí e no qual ele mesmo só teve o gostinho de subir durante sua montagem.

O lugar de Silvio no palco foi respeitado nesta quinta, é lógico. Os músicos fizeram um semicírculo ao redor do microfone central em pedestal, no qual foi colocado um cabide com uma camisa com o nome da banda. Era a que Chico deveria usar e que acabou vestida no final por seu filho Fernando. Ainda se via ao lado o violão...

"Amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração" foi entoado alto e forte por todos os presentes na inauguração do Espaço Cultural Marbeg (Gebram escrito de trás para a frente). Alguns foram às lágrimas. E que capricho de lugar...

O Marbeg fica onde funcionou a Igreja Batista no Anhangabaú, na rua Pedro Alexandrino, de frente para o Villa Pizza Bar, palco famoso da cidade. Tem uma acústica excelente e recebeu decoração com peças do museu que Chico criou - conheça aqui -, com instrumentos nas paredes, fotos dos grandes mestres da música de todos os tempos e um palco de 20 m² que ainda vai receber outros grandes artistas. Teto alto, local amplo, arejado e aconchegante ao mesmo tempo.

A estreia contou com Egle no vocal, Sid na guitarra, Bruno Silva no teclado e Pedro Cury na bateria, além do contrabaixo de Daniel ZY, também cantor e que comandou a festa. Era professor de Chico e visto pelo ex-discípulo como o "grande maestro da Museucistas". Até o filho Fernando se arriscou na canção final, junto com Cida Trimboli, na música "Fogo e Paixão", de Wando, que diz "Você é luz, é raio estrela e luar". O "Você é luz" apareceu em um banner colocado ao lado do palco.

Chico amava Frank Sinatra e Wando, tanto que o show que deveria ter marcado a estreia do grupo seria o "Frankeando", isso em 11 de março, ou seja, três dias após a morte do vocalista.

Além de "My Way", "Fogo e Paixão" e "Canção da América", o público cantou junto "diz que é verdade, que tem saudade, que um dia você vai voltar pra mim" ("Evidências"), "nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia" ("Como uma Onda")  e "vou pedir pra você ficar, vou pedir pra você voltar".

Essa última chamada "Não Quero Dinheiro", famosa na voz de Tim Maia e que mereceu um gracejo de ZY na parte que diz "não quero dinheiro, eu só quero amar", por conta da descendência turca de Silvio Gebram. Arrancou risos, mas quem o conheceu sabe que o ex-empresário era generoso com a caridade. O próprio ensaio desta quinta, que teve cobertura exclusiva do JundiAqui, arrecadou alimentos para a Casa Transitória Nossa Senhora da Aparecida. 

"Não tem um dia que eu não lembre do Chico com saudade", disse o ex-sócio Maureci Ferrite de Oliveira. "Música era uma paixão dele, que queria aprimorar, por isso fez aulas e tinha como meta dar shows beneficentes". Fernando lembrou que a música alegrava e agregava amigos à vida do pai. Ele não revelou os planos para o Espaço Marbeg. Já ZY garantiu que a banda não vai acabar e virão shows para ajudar entidades em breve.

Veja mais fotos:

Fotos: Edu Cerioni



 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Ultraje sem rigor

Pelo Dr. Didi

No caldeirão do bruxo, jazz é melhor que magia negra

Fábio Pescarini escreve sobre o show de Hermeto Pascoal no Sesc Jundiaí

Grandes Receitas para o Dia dos Namorados

Por Paulo de Luna

A partir de agora

Por Wagner Ligabó
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.